Vítimas do caso Karadima reconhecem gesto do Papa e avaliam se aceitam participar de encontro no Vaticano

Revista ihu on-line

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

Mais Lidos

  • O “ódio consciente” ao Papa Francisco é o sinal mais evidente do “ódio inconsciente” que grande parte do clero tem pelo Evangelho. Artigo de José María Castillo

    LER MAIS
  • Habermas, 90 anos de inquietude filosófica

    LER MAIS
  • O drama do degelo da Groenlândia em uma só foto

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

12 Abril 2018

Nesta quarta-feira foi divulgada a carta que o Pontífice enviou aos bispos chilenos, na qual reconhece “graves erros de avaliação” no caso Barros.

A reportagem é publicada por T13, 11-04-2018. A tradução é de André Langer.

Por conta da carta enviada pelo Papa Francisco aos bispos chilenos, na qual reconhece “graves erros de avaliação” no caso Barros, as vítimas do caso Karadima confirmaram que foram convidadas pelo Vaticano para uma reunião nas próximas semanas para conversar sobre o tema.

James Hamilton, Juan Carlos Cruz e José Andrés Murillo, disseram que estão avaliando a possibilidade de participar deste encontro e que reconhecem o gesto do Pontífice, que, além disso, pediu perdão.

“O mal causado pela hierarquia da Igreja chilena, a que se refere o Papa, afetou muitas pessoas, não apenas a nós”, indicaram em um comunicado.

“O sentido de todas as nossas ações sempre apontou para o reconhecimento, o perdão e a reparação pelo que se sofreu, e assim prosseguirá, enquanto a tolerância zero contra o abuso e o acobertamento na Igreja não se tornar uma realidade”, acrescentaram.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Vítimas do caso Karadima reconhecem gesto do Papa e avaliam se aceitam participar de encontro no Vaticano - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV