Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


 

 

Mais Lidos

Publicações

  • Cadernos Teologia Pública

    152ª edição - Fratelli Tutti: um guia de leitura

    Autor: Gilmar Zampieri

    Acessar PDF
  • Cadernos IHU ideias

    316º - “Ecologia com espírito dentro”: sobre Povos Indígenas, Xamanismo e Antropoceno

    Autor: Nicole Soares Pinto

    Acessar PDF
  • Cadernos Teologia Pública

    151ª edição - Igreja em saída para as periferias sociais e existenciais. O problema espiritual da missão

    Autor: Rogério L. Zanini

    Acessar PDF

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Recentemente, o Papa Francisco convocou um evento a ser realizado em Assis, Itália, nos dias 26 a 28 de março – a convocatória do evento foi publicada nas Notícias do dia de 13-05-2019, no sítio o IHU –, em que se debaterá a realização de um pacto por “uma economia diferente, que faz viver e não mata, inclui e não exclui, humaniza e não desumaniza, cuida da criação e não a deprecia”. Segundo Francisco, trata-se de “um ‘pacto’ para mudar a atual economia e dar alma à economia do amanhã. Sim, precisamos “re-almar” a economia”, exclama o papa. A presente edição da IHU On-Line quer contribuir neste debate, consciente da capacidade de fagocitose o capital, delinear possibilidades de uma outra economia.

O capitalismo cognitivo e a financeirização da economia. Crise e horizontes

Edição: 301

O capitalismo cognitivo e a financeirização da economia. Crise e horizontes “A financeirização – longe de contrapor-se à economia 'real' – é a forma da economia capitalista capaz de comandar o trabalho cognitivo e a produção do saber vivo”, constata Gigi Roggero, economista italiano, em entrevista publicada nesta edição da IHU On-Line.

A crise capitalista e a esquerda

Edição: 287

A crise capitalista e a esquerda A crise internacional do capitalismo volta a ser, nesta primeira edição da revista IHU On-Line deste ano, o tema de capa. Se nas edições anteriores a crise foi abordada, alternadamente, retomando as inspirações de J. M. Keynes e Karl Marx, nesta buscamos compreender o diagnóstico e os prognósticos que especialistas, identificados com o amplo campo da esquerda, descrevem.