Pandemia aumenta buscas do tópico “oração” na internet

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Um gargarejo nos salvará? Enxaguar a boca e o nariz por 30 segundos com produtos de uso comum reduz muito a carga viral

    LER MAIS
  • Nós precisamos repensar radicalmente a forma como vivemos e trabalhamos

    LER MAIS
  • As duas faces perversas da informalidade: sobretrabalho e intermitência

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


14 Abril 2020

No mês passado, as buscas na Internet sobre o tópico “oração” atingiram o nível mais alto, comparado a cinco anos anteriores para os quais existem dados comparativos de pesquisa no Google. A procura agora superou, inclusive, eventos marcantes do cristianismo e do islamismo como Natal, Páscoa e Ramadã.

A informação é de Edelberto Behs, jornalista.

A conclusão é da professora associada da Universidade de Copenhagen e diretora da Associação para Estudo da Religião, Economia e Cultura, Jeanet Sinding Bentzen, no relatório que tem por título “Em crise, oramos: religiosidade e o covid-19 pandemia”, divulgado no final de março. 

Bentzen analisou buscas na internet sob o tópico “oração” em 75 países, quando a pandemia começava a se alastrar pelo globo. Ela constatou que a intensidade da busca por oração dobrava a cada 80 mil novos casos registrados de covid-19

A pesquisadora verificou que “em tempos de crise, os humanos tendem a recorrer à religião para alívio e explicação do estresse”. Acrescentou que as buscas intensas de oração durante a pandemia do coronavírus são globais, ocorrem em todos os continentes e para cristãos e muçulmanos

As pessoas, observou, usam a religião como meio de lidar com adversidades e incertezas, como sugere o momento que o mundo está passando com a difusão do covid-19. “Elas rezam, buscam uma relação mais próxima a Deus”, assinalou. 

No dia 26 de março, o coronavírus atingira 196 países, infectando 480 mil indivíduos em todo o mundo e ceifado a vida de 20 mil pessoas. Até autoridades recorreram ao recurso religioso. O primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison, pôs-se em oração e pediu que os australianos intercedessem pelo fim da pandemia

Mesmo na Dinamarca, um dos países menos religiosos do mundo, foram registrados aumentos sistemáticos nas pesquisas na internet sobre oração. “À medida que mais e mais pessoas perderem seus entes queridos é provável que a demanda por religião aumente”, vaticinou Bentzen.

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Pandemia aumenta buscas do tópico “oração” na internet - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV