Proprietários trocam fechaduras para evitar realização de cultos

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • Os católicos ainda leem? Sinodalidade e a “Igreja que escuta” nesta era digital. Artigo de Massimo Faggioli

    LER MAIS
  • Estou obcecado pelo Evangelho. O Evangelho não é Religião. Artigo de José María Castillo

    LER MAIS
  • Tenho medo dos padres

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


13 Abril 2020

Trocar as fechaduras do prédio foi a solução encontrada pelos administradores da Bethel Open Bible Church, proprietária do local onde funciona a Cross Culture Christian Center, do pastor Jon Duncan, em Lodi, na Califórnia. O pastor anunciara aos membros, contra as determinações das autoridades californianas sobre a covid-19, que oficiaria o culto de Páscoa.

A informação é de Edelberto Behs, jornalista.

Duncan divulgara em entrevista para emissora afiliada à Fox americana, segundo a Newsweek, que seguiria oficiando cultos presenciais, mesmo com as ordens de distanciamento social emitidas pelo governo da Califórnia. “Nós vamos nos reunir sempre que possível. Acreditamos que esse é um direito protegido pela Primeira Emenda (da Constituição dos Estados Unidos) e deve ser considerado essencial”, justificou Duncan.

Já em Nova York, o prefeito Bill de Blasio admoestou pastores e sacerdotes locais: se não suspenderem as celebrações religiosas reunindo pessoas nos templos nesses tempos de pandemia, sofrerão multas e interdições.

“O Departamento de Polícia de Nova York, bombeiros, departamento de edificações – todos receberam instruções de que, se virem os cultos em andamento, eles irão aos responsáveis daquela congregação e informarão que precisam interromper os cultos e dispersar”, informou o prefeito ao portal The Washington Times.

Em Baton Rouge, cidade de Luisiana, Estados Unidos, o pastor da Igreja do Tabernáculo da Vida, Tony Spell, disse que os verdadeiros cristãos não se importam em morrer por coronavírus. Essa disposição faz parte de um “sacrifício para Deus e para a liberdade”, declarou. E concluiu: “As pessoas que preferirem a tirania à liberdade não merecem liberdade”.

Em entrevista ao portal The Christian Post, Max Lucado, escritor e pastor da Igreja Oak Hills, em San Antonio, Texas, pediu que cristãos refletissem sobre a pergunta: “Senhor, o que Tu estás me dizendo durante esta crise?” Lucado entende que Deus vem conversando com o mundo através da pandemia. “Acredito que a mensagem é pessoal e global”, afirmou. A igreja de Lucado suspendeu os cultos para conter a contaminação por covid-19.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Proprietários trocam fechaduras para evitar realização de cultos - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV