Vaticano aprova “missa especial em tempo de pandemia”

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Segunda onda da covid-19 no Brasil é ‘risco iminente’, alerta Nicolelis

    LER MAIS
  • A horripilante foto eleitoral da ‘terrorista de direita’

    LER MAIS
  • Como o desumano entrou no humano. Artigo de Marco Revelli

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


03 Abril 2020

A Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos aprovou uma “Missa em tempo de pandemia” especial para suplicar a misericórdia de Deus e o dom da força no meio da pandemia do coronavírus.

A reportagem é de Cindy Wooden, publicada em Catholic News Service (CNS), 02-04-2020. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

A missa começa com uma oração que pede a Deus: “Ouvi benignamente a aflição dos teus filhos que sofrem esta pandemia; alivia a dor aos que sofrem, dá força a quem está a seu lado, acolhe na tua paz os que já pereceram e, para todo este tempo de tribulação, faz com que todos encontrem o auxílio da tua misericórdia”.

Em uma carta de 30 de março, o cardeal Robert Sarah, prefeito da Congregação, e o arcebispo Arthur Roche, secretário da Congregação, disseram: “Nestes dias, nos quais o mundo foi gravemente atingido pelo vírus Covid-19”, muitos bispos e padres pediram “para poder celebrar uma missa específica implorando a Deus o fim desta pandemia”.

A Congregação concedeu o pedido e forneceu orações e sugestões especiais para as leituras da Escritura a serem usadas.

A “Missa em tempo de pandemia”, disse a Congregação, pode ser celebrada em qualquer dia “exceto nas solenidades e domingos do Advento, Quaresma e de Páscoa, nos dias da oitava de Páscoa, na comemoração de todos os fiéis defuntos, na Quarta-feira de Cinzas e nos dias feriais da Semana Santa”.

A Oração sobre as oferendas diz: “Recebei, Senhor, os dons que Vos oferecemos nestes tempos de tribulação; que eles se tornem para nós, com a força do vosso poder, uma fonte de consolação e de paz. Por Nosso Senhor”.

Uma das leituras do Evangelho sugeridas é Marcos 4, 35-41, a história dos discípulos no barco no tempestuoso Mar da Galileia. É a mesma leitura que o papa Francisco usou no dia 27 de março no seu rito especial de oração e bênção “urbi et orbi” (para a cidade e para o mundo), implorando a Deus que acabe com a pandemia.

Uma primeira leitura opcional é Lamentações 3,17-26, que inclui estas frases: “Gravei tudo isso em minha mente, aí está minha esperança. Há bondade no Senhor, sem fim, misericórdia que não acaba! Hoje e sempre está se renovando, sua grande fidelidade. ‘Herança minha é o Senhor – eu digo – por isso, nele espero’”.

Também pode ser usada uma passagem da Carta de São Paulo aos Romanos, que proclama: “Se Deus é por nós, quem será contra nós? Deus, que não poupou seu próprio Filho, mas o entregou por todos nós, como é que, com ele, não nos daria tudo?”.

A nova missa termina com a “Oração sobre o povo”, que diz: “Sede propício, Senhor, ao vosso povo, para que se afaste sempre do que Vos desagrada e se alegre todos os dias da sua vida na fiel observância dos vossos mandamentos. Por Cristo nosso Senhor”.

Nota do Instituto Humanitas Unisinos - IHU: As traduções oficiais das orações em português estão disponíveis aqui.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Vaticano aprova “missa especial em tempo de pandemia” - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV