A pandemia global avança no mundo, mas em ritmo mais lento

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Ailton Krenak: “A Terra pode nos deixar para trás e seguir o seu caminho”

    LER MAIS
  • Covid-19: 'Pandemia no Sul caminha para agravamento sem precedentes', diz epidemiologista

    LER MAIS
  • Alemanha. 76 irmãs franciscanas de um mesmo mosteiro testam positivo ao coronavírus

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


07 Abril 2020

"Quanto mais pessoas ficarem dentro de casa e sem contato com as fontes de difusão do vírus, menor será o surto e mais rápido a economia poderá voltar a funcionar plenamente. O mês de abril será decisivo para definir o controle da pandemia", escreve José Eustáquio Diniz Alves, doutor em demografia e professor titular do mestrado e doutorado em População, Território e Estatísticas Públicas da Escola Nacional de Ciências Estatísticas – ENCE/IBGE, em artigo publicado por EcoDebate, 06-04-2020.

Eis o artigo.

A pandemia do novo coronavírus se espalha pelo mundo e avança dia a dia e semana a semana. Globalmente, no dia 01 de março, havia 88,6 mil pessoas afetadas pelo patógeno, número que subiu para 858 mil em 31 de março e ultrapassou a marca histórica de 1 milhão no dia 02 de abril.

O mês de março foi marcado por uma aceleração da curva de pessoas infectadas. O gráfico abaixo mostra que, na primeira semana, o número de pessoas infectadas cresceu 2,9% ao dia, na segunda semana cresceu 5,7%, na terceira semana o aumento foi de 10% e na quarta semana bateu o recorde de crescimento, com uma taxa de 11,7% ao dia. Mas na semana de 29/03 a 04/04 a taxa de crescimento diária do número de casos caiu para 8,9% ao dia, indicando que o ponto de inflexão da curva logística parece que foi atingido. Ou seja, o surto vai continuar avançando no início de abril, mas com uma velocidade mais lenta em relação à quarta semana de março.

O crescimento médio durante todo o mês de março foi de 7,7% ao dia. O mês de abril começou com um crescimento médio de 8,9% ao dia. Todos os olhos se voltam para a observação desta taxa durante o corrente mês e qual será a velocidade da queda. Nos 12 países com maior número de casos, a velocidade do contágio está diminuindo. Porém, em muitos países, principalmente, aqueles que estão defasados na dinâmica da pandemia, o ritmo do surto tem aumentado. No dia 05 de abril já havia 1,27 milhão de casos notificados internacionalmente. Se o crescimento médio diário ficar em 7% em abril, então o número de casos vai se multiplicar por 8 e o mundo poderá ter cerca de 7,5 milhões de pessoas infectadas em 30 de abril. Mas tudo depende da efetividade das medidas preventivas adotadas.

 

Média diária do aumento dos casos de Covid-19 no mundo. (Fonte: WorldOmeteres)

O ritmo de aumento das mortes pela Covid-19 tem sido mais acelerado do que o ritmo da elevação dos casos. O gráfico abaixo mostra que, na primeira semana, o número de mortes cresceu 2,8% ao dia, na segunda semana cresceu 7,1%, na terceira semana o aumento foi de 12,2% e na quarta semana bateu o recorde de crescimento, com uma taxa de 13,1% ao dia. Mas na semana de 29/03 a 04/04 a taxa de crescimento diária do número de mortes caiu para 11,1% ao dia, indicando que, também neste aspecto, o ponto de inflexão da curva logística parece que foi atingido. Ou seja, o surto de mortes vai continuar aumentando no início de abril, mas com uma velocidade pouco mais lenta em relação à quarta semana de março.

 

Média diária do aumento de mortes de Covid-19 no mundo. (Fonte: WorldOmeteres)

O crescimento médio do número de mortes durante todo o mês de março foi de 8,9% ao dia e o mês de abril começou com um crescimento médio menor, de 7,8% ao dia. Nos 12 países com maior número de casos, a velocidade do contágio está diminuindo ainda mais, com 6,9% ao dia no início de abril. Porém, assim como no número de casos, em muitos países o ritmo do surto tem aumentado. No dia 05 de abril já havia mais de 70 mil mortes notificadas internacionalmente.

No caso brasileiro, o ritmo atual da pandemia tem sido superior ao ritmo atual da pandemia no mundo. O gráfico abaixo mostra que, na primeira semana de março, o número de pessoas infectadas cresceu 37,9% ao dia, na segunda semana cresceu 30,1%, na terceira semana o aumento foi de 37,6% e na quarta semana reduziu para 19,4% ao dia. Na semana de 29/03 a 04/04 a taxa de crescimento diária do número de casos caiu ainda mais, para 14% ao dia, o número mais baixo da série, mas mesmo assim muito elevado para um crescimento exponencial. Ou seja, o surto vai continuar avançando em abril no Brasil, mas com uma velocidade mais lenta em relação ao mês de março.

O crescimento médio do número de casos durante todo o mês de março foi de impressionantes 30,4% ao dia. O mês de abril começou com um crescimento médio de 15,8% ao dia. No dia 05 de abril já havia 11.130 casos notificados no Brasil. Se o crescimento médio diário ficar em 9% no restante do corrente mês, então o número de pessoas afetadas pelo patógeno deve chegar a 100 mil casos em 30 de abril.

 

Média diária do aumento de casos de Covid-19 no Brasil. (Fonte: WorldOmeteres)

A primeira morte pela Covid-19 ocorreu no dia 17 de março no Brasil e o ritmo de crescimento foi muito acelerado, com aumento diário de 78,3% na semana de 17 a 23 de março, de 29,7% na semana seguinte e de 18,8% na semana de 29 de março a 04 de abril. No dia 05 de abril já havia 486 mortes em todo o território nacional. Mesmo diminuindo o ritmo, o número de mortes no Brasil no final de abril pode ficar entre 4 e 5 mil óbitos.

 

Média diária do aumento de mortes de Covid-19 no Brasil. (Fonte: WorldOmeteres)

Evidentemente, as projeções para as próximas semanas e os próximos meses dependem da extensão e profundidade das medidas de isolamento social. Quanto mais pessoas ficarem dentro de casa e sem contato com as fontes de difusão do vírus, menor será o surto e mais rápido a economia poderá voltar a funcionar plenamente. O mês de abril será decisivo para definir o controle da pandemia.

 

Referências:

ALVES, JED. A pandemia de Coronavírus e o pandemônio na economia internacional, Ecodebate, 09/03/2020.

ALVES, JED. “A recessão em 2020 é inexorável e a palavra-chave para as pessoas é sobrevivência”, Correio da Cidadania, 21/03/2020.

ALVES, JED. O crescimento da pandemia de coronavírus e a redução da poluição ambiental, Ecodebate, 24/03/2020.

WorldOmeteres: Para acessar clique aqui.

ALVES, JED. A pandemia de Covid-19 avançou rapidamente na última semana, Ecodebate, 30/03/2020.

ALVES, JED. O avanço da pandemia de Covid-19 no mundo e no Brasil no mês de março, Ecodebate, 01/04/2020.

ALVES, JED. Número de infectados no Brasil pode chegar a 380 mil, # Colabora, 03/04/2020.

ALVES, JED. Um milhão de infectados e cinquenta mil mortes pela Covid-19 no mundo, Ecodebate, 01/04/2020.

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

A pandemia global avança no mundo, mas em ritmo mais lento - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV