Saúde (21)

Em 2016, o Observatório da Realidade e das Políticas Públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos - IHU, promoveu o edital de publicação para pesquisas e/ou experiências na região do Vale do Rio dos Sinos e Região Metropolitana de Porto Alegre, que contou com a participação de trabalhos que analisaram diversas realidades a partir de diferentes perspectivas. O trabalho “Residência multiprofissional: dispositivos para um trabalho interdisciplinar” foi realizado por Andréia Sates, Marciane Diel, ambas graduadas em Serviço Social…
O número de óbitos médios anuais, na faixa etária de 10 a 19 anos, é de 155 no Vale do Sinos, ou seja, quase 1 a cada 2 dias. Ainda assim, 68% dos óbitos são por causas externas, como acidentes de trânsito e violência, e 81,01% dos óbitos são do sexo masculino. O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, acessou os dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade – SIM a partir da base…
Em 2014, o Vale do Sinos teve o menor número de óbitos por HIV registrados nos últimos 10 anos. Ainda assim, há um óbito por HIV a cada dois dias na região, segundo os dados deste ano. Além do número expressivo de óbitos, os portadores de HIV ainda sofrem de outras comorbidades, além de diversas formas de preconceito. O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, acessou os dados do Departamento de Informática do SUS…

Recursos investidos em saúde no Vale do Sinos

Segunda, 14 de Dezembro de 2015
O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, acessou os dados referentes aos Recursos aplicados em ações e serviços públicos de saúde – ASPS nos municípios do Vale do Sinos a partir do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul – TCE/RS. A análise de dados abrange os 14 municípios da região do Vale do Rio dos Sinos, sendo que o piso de aplicação em ASPS, ou seja, em recursos vinculados, estabelecido pela lei complementar…
O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, acessou o Sistema de Informação de Agravos de Notificação – SINAN do Ministério da Saúde para verificar os indicadores do envenenamento por agentes tóxicos nos municípios do Vale do Sinos. Os dados pesquisados estão disponíveis na ferramenta TabNet do SinanWeb do Ministério da Saúde. Para a formulação das tabelas, foram utilizados os dados de agentes tóxicos, municípios de exposição e circunstância do envenenamento para o período de 2010 a 2015. Para…
No dia 30 de setembro, quarta-feira, aconteceu a Oficina Realidade de Saúde e Ambiente, ministrada pela Profa. Ms Rosana Kirsch, da Cooperativa Educação, Informação e Tecnologia para Autogestão – EITA. Rosana é formada em Ciências Sociais pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos – UNISINOS e tem mestrado pela Universidade de Brasília – UnB, na área de Sociologia. Além disso, tem vínculo com o Observatório da Política de Saúde Integral das Populações do Campo, Floresta e Águas – OBTEIA. A atividade foi realizada na Sala Ignacio Ellacuría…
O Observatório da realidade e das Políticas Públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, acessou os dados no Sistema Nacional de Informações sobre o Saneamento – SNIS para o ano de 2013, para afirmar a existência ou não de Políticas e Planos municipais de saneamento no Vale do Sinos. Os recursos investidos nas diferentes políticas públicas têm sido alvo dos ajustes fiscais em implementação pelo Governo Federal. Uma das políticas afetadas é a saúde, cujos investimentos são disputados…
O Dia Mundial de Luta contra a AIDS, em 1° de dezembro, foi instituído para alertar a população sobre a prevenção e desconstruir os preconceitos sobre a doença. É o HIV (Vírus da Imunodeficiência Humana) que, no seu estágio mais avançado, ataca o sistema imunológico, resultando na Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, a AIDS. Mas nem todo portador do vírus HIV desenvolve a AIDS; um desses fatores é o diagnóstico no estágio em que a doença ainda não progrediu. Os testes podem ser realizados pelo Sistema…
A equipe do Observatório da Realidade e das Políticas Públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, acessou o sítio do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul (TCE/RS) em 12 de novembro  e sistematizou a informação referente à aplicação em Ações e Serviços Públicos de Saúde (ASPS). A análise é feita nos anos de 2011 a 2013 sobre os 14 municípios que englobam a região do Vale do Rio dos Sinos. Os dados…
O HIV é o vírus da imunodeficiência humana que ataca o sistema imunológico atingindo principalmente as células linfócitos T CD4+ responsáveis por defender o organismo de doenças. Quando contraído ele provoca infecção das células do sangue e do sistema nervoso e enfraquece o sistema imune. A AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) é o estágio mais avançado da doença e, diferente do que muitas pessoas tem por conhecimento, o portador do vírus do HIV nem sempre é também portador da AIDS, podendo viver anos sem apresentar…