Proteção Social (42)

O ano de 2015 foi marcado pela austeridade no Brasil e no Rio Grande do Sul. Houve redução de gastos governamentais em políticas públicas e de serviços públicos, elevação das taxas de juros, redução de crédito e a variação do câmbio. O que culminou em desemprego e redução de salários reais. Com a ilusão de que os investimentos privados voltassem à economia brasileira e regional, os governos aplicaram medidas de redução de gastos públicos para equilibrar as contas públicas.O Observatório da realidade e das políticas…
A Rede de Observatórios Sociais com atuação no Rio Grande do Sul manifesta seu APOIO EM DEFESA das ORGANIZAÇÕES ESTADUAIS DE PESQUISA, responsáveis pela sistematização de informações, que subsidiam o planejamento, monitoramento, avaliação e controle social das políticas públicas dos municípios, do estado e do país. Os Observatórios atuam diretamente com dados e consideram indispensável o trabalho realizado pelas: Fundação de Economia e Estatística (FEE), Fundação de Ciência e Tecnologia (Cientec), Fundação Cultural Piratini (FCP), Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH), Fundação Estadual…
Em 2016, o Observatório da Realidade e das Políticas Públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos - IHU, promoveu o edital a fim de dar espaço para pesquisas e/ou experiências na região do Vale do Rio dos Sinos e Região Metropolitana de Porto Alegre, que contou com a participação de trabalhos que analisaram diferentes realidades a partir de diferentes perspectivas. O trabalho “A implementação da Política de Acolhimento Institucional para Crianças e Adolescentes em Sapucaia do Sul” foi…
Em 2016, o Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos - IHU, promoveu o edital para publicação de trabalhos a fim de dar espaço para pesquisas e/ou experiências na região do Vale do Rio dos Sinos e Região Metropolitana de Porto Alegre, que contou com a participação de trabalhos que analisaram diferentes realidades a partir de diferentes perspectivas. O trabalho “Políticas Públicas de proteção às cheias e aposta contra novos diques” foi…
Doenças do aparelho circulatório representam 26,36% dos óbitos no Vale do Sinos. Causas externas de morbidade e mortalidade representam apenas 11,11% dos óbitos totais, mas na faixa etária jovem, 75,14% dos óbitos ocorrem por esta causa em 2014. Mantém-se, ao longo dos últimos anos, o maior número de óbitos masculinos do que femininos: 5.189 homens frente a 4.225 mulheres em 2014, ou seja, número de óbitos masculinos é 22,81% maior que o feminino. O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio…
Diminui o percentual de mães adolescentes de 20,33% de 2000 para 14,94% em 2014 no Vale do Sinos, mas o percentual de óbitos de filhos de mães adolescentes frente a todos os nascimentos aumentou de 12,54% para 19,52% no período. O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, acessou os dados do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos – SINASC e do Sistema de Informações sobre Mortalidade – SIM do…
De 2010 a 2014, 14,90% dos óbitos de adolescentes no Vale do Sinos decorreram de acidentes de transporte. Afogamento e submersões acidentais foram responsáveis por 6,21% dos óbitos ao longo do período, enquanto lesões autoprovocadas voluntariamente corresponderam a 3,45% e a leucemia a 3,17%. O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, acessou os dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade – SIM do Ministério da Saúde – MS para…
No Brasil, segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, 47.646 pessoas foram vítimas de estupro, sendo que 90% desses casos foram com mulheres. O número representa uma queda de quase 7% em relação ao registrado em 2013 (51.090). Assim, com informações oficiais das secretariais estaduais da Segurança com base na lei de acesso à informação, isso equivale a um caso a cada 11 minutos, em média, no país. Entretanto, esses dados apresentam problemas, por que o Fórum estima que aproximadamente 90% dos casos de estupro…
Os acidentes de trabalho no Vale do Sinos aumentaram em 2014, mesmo com recuo no cenário estadual. Dos 6.130 trabalhadores acidentados, 15 vieram a óbito no período. Em média, por dia, 17 trabalhadores sofrem acidente de trabalho. O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, acessou os dados do Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Sul – TRT/RS para verificar o número de acidentes de trabalho notificados nos…
O Observatório da Realidade e das Políticas Públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, teve acesso, através do sítio do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul – TCE-RS, ao estudo sobre a transparência dos municípios do Rio Grande do Sul. No dia 20 de outubro, o TCE-RS publicizou o resultado do ranking da transparência por meio dos sítios dos órgãos do Executivo e Legislativo dos municípios do Estado Rio Grande do Sul. As informações foram coletadas entre os dias…