Trabalho (75)

Participando do debate sobre a evolutiva automação e precarização do trabalho – onde máquinas conquistam crescentemente o espaço de indivíduos – de maneira a otimizar processos e promover a competitividade dos mercados, o Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos - Observasinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos - IHU, buscou analisar tal característica nos municípios do Vale do Rio dos Sinos. Para tanto, foram sistematizados os dados da Relação Anual de Informações Sociais - RAIS para a série histórica…
Com o objetivo de investigar a realidade das mulheres no mercado de trabalho nos municípios do Vale do Sinos, considerando os dilemas históricos e contemporâneos reveladores da desigualdade de gênero presentes na dimensão nacional e internacional, foram sistematizados os dados da Relação Anual de Informações Sociais - RAIS para os últimos quatro anos disponíveis – 2012, 2013, 2014 e 2015 –, analisando o aspecto remuneração. O Observatório da Realidade e das Políticas Públicas do Vale do Rio dos Sinos – Observasinos, programa do IHU – Instituto Humanitas…
O Instituto Humanitas Unisinos – IHU lançou nos últimos dias a 503ª edição da Revista IHU On-Line com o tema de capa “A ‘uberização’ e as encruzilhadas do mundo do trabalho”. O tema, além de reforçar a importância do Dia do Trabalhador e o trabalho no mundo contemporâneo, reafirma o compromisso do IHU com o tema como uma de suas áreas de atuação, diante do momento social e político vivido pelo país com reformas da previdência e alterações na legislação trabalhista.  O Observatório da Realidade e das…
Desde 2010 o Brasil apresenta desaceleração da atividade econômica, situação que foi agravada a partir de 2014, com eleições presidenciais, políticas de austeridade e incertezas na política. Ao longo desse período, o Observatório da Realidade e das Políticas Públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, apresentou mensalmente a movimentação do mercado de trabalho formal. Os dados reunidos são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED, disponibilizados mensalmente pelo Ministério do Trabalho e Emprego –…
O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED do Ministério do Trabalho – MT divulgou recentemente a movimentação no mercado formal de trabalho no mês de dezembro de 2016. Os dados indicam uma redução de 3.884 postos de emprego no último mês do ano no Vale do Sinos. O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, acessou a base de dados do MT para verificar essa movimentação na região…
No mês de novembro de 2016 constatou-se que a redução de postos de emprego, em comparação com o mesmo período do ano passado, foi inferior no Vale do Sinos. Redução de postos de emprego neste mês foi mais intensa em postos ocupados por homens.O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, monitora mensalmente a variação dos postos de emprego e desemprego em cada município e na região do Vale do…
Produto Interno Bruto do Vale do Sinos apresentou crescimento nominal de 5,92% de 2013 a 2014, com redução de 10,91% em Canoas. Economia da região representa 11,73% da do estado e é fortemente afetada pelo setor de serviços, que detém 72,35% do valor adicionado frente a 27,34% da indústria e 0,31% da agropecuária. PIB per capita da região mantém-se menor que o do estado. O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos…
No Vale do Sinos, postos de emprego aumentaram em outubro, com destaque à construção civil. Setor tem sido a aposta para retomar o crescimento do país, mas é a atividade econômica que mais mata trabalhadores no Brasil, conforme pesquisas. O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, acessa, mensalmente, os dados da movimentação no mercado formal de trabalho nos territórios do Vale do Sinos a partir do Cadastro Geral de…
Índice de Gini da renda dos trabalhadores do mercado formal de trabalho, em 2015, aponta maior desigualdade de renda em municípios mais populosos da região, como Canoas, São Leopoldo e Campo Bom. Já municípios menos populosos, como Araricá e Nova Hartz, possuem os menores índices de desigualdade. Renda média mensal é de R$ 2.248,37. O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, acessou os dados da Relação Anual de Informações…
O número de estabelecimentos formais de trabalho cresceu 1,60% no Vale do Sinos de 2012 a 2015, com destaque para a construção civil, que obteve aumento de 30,11%. No entanto, vínculos formais foram reduzidos em 4,26%, sendo uma das ocupações com maior redução a de operadores de telemarketing, -59,12%. O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, acessou os dados da Relação Anual de Informações Sociais – RAIS do Ministério…