Dom Jose Gomez é o primeiro latino a ser eleito presidente da Conferência dos Bispos dos EUA

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Liberdade e igualdade não bastam: uma cartilha sobre a Fratelli tutti. Artigo de Charles Taylor

    LER MAIS
  • A Economia Anticapitalista dos Franciscos e das Claras

    LER MAIS
  • “O racismo estrutura a sociedade brasileira, está em todo lugar”. Entrevista com Djamila Ribeiro

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


13 Novembro 2019

O arcebispo Jose Gomez, de Los Angeles, foi eleito para um mandato de três anos como presidente da Conferência dos Bispos dos EUA durante a assembleia geral dos bispos em Baltimore.

A reportagem é de Dennis Sadowski, publicada em Catholic News Service, 12-11-2019. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Natural do México, Dom Gomez foi escolhido no dia 12 de novembro com 176 votos de uma lista de 10 candidatos.

Gomez, 67 anos, é o primeiro latino a ser eleito presidente. Ele atuou como vice-presidente da Conferência nos últimos três anos, trabalhando ao lado do cardeal Daniel DiNardo, de Galveston-Houston, o presidente cessante. Seu mandato como presidente começa quando a assembleia terminar.

O prelado de Los Angeles tem sido um dos principais defensores dos direitos dos imigrantes, muitas vezes expressando apoio aos recém-chegados enquanto eles enfrentam crescentes restrições implementadas pelo Departamento de Segurança Interna e outras agências federais dos EUA.

Na votação subsequente, o arcebispo Allen Vigneron, de Detroit, foi eleito vice-presidente da Conferência. Ele foi eleito na terceira votação, com 151 votos a favor e 90 contrários, em um segundo turno com o arcebispo Timothy Broglio, da Arquidiocese dos Serviços Militares dos EUA.

De acordo com o estatuto da Conferência dos Bispos dos EUA, após a eleição para presidente, o vice-presidente é eleito dentre os nove candidatos restantes.

As duas altas autoridades começam seus mandatos na conclusão da assembleia, no dia 13 de novembro.

Como Vigneron é secretário da Conferência, os bispos escolheram o seu substituto no mesmo dia 12.

Os bispos também votaram no presidente de seis comissões da Conferência e três representantes do conselho do Catholic Relief Services (CRS), que é a agência de assistência e desenvolvimento no exterior dos bispos dos EUA.

Na primeira votação da comissão, houve um empate entre o arcebispo Thomas Wenski, de Miami, e Dom George Murry, bispo de Youngstown, Ohio, para presidente da Comissão para a Liberdade Religiosa. Cada candidato recebeu 121 votos, mas Murry, aos 70 anos, tornou-se o presidente, de acordo com os estatutos da Conferência Episcopal, por ser o mais velho dos dois candidatos. O arcebispo Wenski tem 69 anos.

A comissão havia sido presidida pelo arcebispo Joseph Kurtz, de Louisville, Kentucky, mas ele deixou o cargo no início deste ano para se submeter a um tratamento de câncer de bexiga e próstata. Murry cumprirá o ano restante do mandato de Kurtz.

A contagem dos votos para os presidentes eleitos das comissões foram:

- Comissão de Assuntos Canônicos e Governança da Igreja: arcebispo Jerome Listecki, de Milwaukee, eleito na disputa com Dom Mark Bartchak, bispo de Altoona-Johnstown, Pensilvânia, por 144 votos a 97.

- Comissão de Assuntos Ecumênicos e Inter-Religiosos: Dom Daniel Talley, bispo de Memphis, Tennessee, eleito na disputa com Dom Steven Lopes, bispo do Ordinariato Pessoal da Cátedra de São Pedro, por 123 votos a 114.

- Comissão de Evangelização e Catequese: bispo auxiliar Andrew Cozzens, de St. Paul-Minneapolis, eleito na disputa com Dom Thomas Daly, de Spokane, Washington, por 151 votos a 88.

- Comissão de Justiça e Paz Internacional: Dom David Malloy, bispo de Rockford, Illinois, eleito na disputa com Dom Jaime Soto, bispo de Sacramento, Califórnia, por 140 votos a 101.

- Comissão de Proteção das Crianças e Jovens: Dom James Johnson, bispo de Kansas City-St. Joseph, Missouri, eleito na disputa com Dom Shawn McKnight, bispo de Jefferson City, Missouri, por 167 votos a 77.

Cada presidente começará seu mandato de três anos no fim da assembleia geral de 2020.

Além disso, vários presidentes escolhidos no ano passado se tornarão presidentes de comissão no fim da assembleia deste ano e atuarão em mandatos de três anos:

- Comissão da Educação Católica: Dom Michael Barber, bispo de Oakland, Califórnia.

- Comissão do Clero, Vida Consagrada e Vocações: Dom James Checchio, bispo de Metuchen, Nova Jersey.

- Comissão do Culto Divino: arcebispo Leonard Blair, de Hartford, Connecticut.

- Comissão de Justiça Interna e Desenvolvimento Humano: arcebispo Paul Coakley, de Oklahoma City.

- Comissão de Leigos, Casamento, Vida Familiar e Juventude: arcebispo Salvatore Cordileone, de San Francisco.

- Comissão de Migração: bispo auxiliar Mario Dorsonville, de Washington.

Foi realizada uma votação final para três cadeiras no conselho do CRS. Foram eleitos Dom Frank Caggiano, bispo de Bridgeport, Connecticut; Dom Mark Seitz, bispo de El Paso, Texas; e Dom Anthony Taylor, bispo de Little Rock, Arkansas.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Dom Jose Gomez é o primeiro latino a ser eleito presidente da Conferência dos Bispos dos EUA - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV