Núncio papal aos bispos dos EUA: “Reflitam em oração” sobre a comunhão com os ensinamentos do papa

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Padres despedaçados. Artigo de Pietro Parolin

    LER MAIS
  • Uma escolha crucial: como a Igreja seleciona seus bispos?

    LER MAIS
  • Os três passos dos homens

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


12 Novembro 2019

Ao pedir que os bispos dos EUA “reflitam em oração” sobre a importância de sua comunhão com o bispo de Roma, o representante do Vaticano nos EUA disse aos prelados que “o impulso pastoral deste pontificado deve chegar ao povo estadunidense”.

A reportagem é de Heidi Schlumpf, publicada por National Catholic Reporter, 11-11-2019. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

“Nossa comunhão com o Santo Padre pode ser expressada nas ações concretas que tomamos para tornar o seu magistério mais conhecido no meio do nosso povo”, disse o arcebispo Christophe Pierre, núncio papal nos EUA, em seu discurso no dia 11 de novembro à reunião da Conferência dos Bispos dos EUA.

Mencionando especificamente a encíclica do papa Francisco sobre o ambiente, a Laudato si’, sobre o cuidado da casa comum, Pierre observou que alguns dos ensinamentos do papa podem exigir “um maior esforço de nossa parte se quisermos alcançar o coração as lideranças políticas e civis”.

Pierre observou que as famílias católicas dos EUA “continuam exigindo de dioceses e paróquias o acompanhamento previsto pela Amoris laetitia”, a exortação apostólica do papa após os Sínodos da família.

Outra indicação da “recepção e implementação” dos ensinamentos do papa diz respeito à sua exortação apostólica Evangelii gaudium, para que ela seja o “marco para os esforços de evangelização”, disse Pierre.

“Adotar o seu impulso missionário e estar em um estado permanente de missão podem representar sinais tangíveis de comunhão com o Santo Padre”, afirmou.

O comentarista da Igreja Rocco Palmo classificou as declarações de Pierre de “impressionantes” e de “uma bomba”, ao tuitar que as via como “incomumente viscerais” e “sinalizando uma perda de paciência”.

Mas o cardeal Blase Cupich, de Chicago, disse ao NCR que Pierre “está apenas nos lembrando o que a Igreja ensina sobre o importante papel da nossa comunhão com o Santo Padre, que nos une”.

O bispo de San Diego, Robert McElroy, disse que interpretou as palavras do núncio como “um convite a uma comunhão mais de diálogo profunda”, afirmou.

“O central deste papado é o diálogo”, disse McElroy.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Núncio papal aos bispos dos EUA: “Reflitam em oração” sobre a comunhão com os ensinamentos do papa - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV