Nova caravana de emigrantes parte de Honduras rumo aos Estados Unidos

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • "É hora de reaprender a arte de sonhar com os xamãs nativos"

    LER MAIS
  • Uma visão do suicídio no Brasil em resposta à outra visão apresentada

    LER MAIS
  • “É triste ver cristãos acomodados na poltrona”. O alerta do papa Francisco contra a acídia

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


16 Janeiro 2020

Um grupo de cerca de mil pessoas deixou a cidade de San Pedro de Sula e seguiu para a fronteira com a Guatemala.

A reportagem é publicada por Brasil de Fato, 15-01-2020.

Uma nova caravana migratória partiu nesta quarta-feira (15) da cidade de San Pedro de Sula, no norte de Honduras, em direção aos Estados Unidos. Neste primeiro trecho, os cerca de mil migrantes planejam chegar à cidade de Agua Caliente, na Guatemala, antes de seguir para o México, país que terão de cruzar para alcançar a fronteira estadunidense.

Segundo informações da Telesur, esta caravana é formada principalmente por mulheres e crianças que fogem de Honduras por conta da violência, da falta de emprego, e da extrema pobreza que assolam o país.

Sonia López é uma dessas pessoas. Ela diz ter um primo vivendo nos EUA que vai ajudá-la partiu carregando um dos filhos – uma criança de colo – e deixou outro, de dez anos aos cuidados do pai. "Não tenho trabalho há oito meses, trabalhava de empregada doméstica. Espero chegar, trabalhar e ajudar minha mãe", relatou ao portal hondurenho La Prensa.

O governo estima que, durante a atual onda migratória, mais de 20 mil pessoas tenham tentado emigrar em caravanas nos últimos 15 meses. Quase 62% dos 9,2 milhões de hondurenhos são pobres e 37% são miseráveis, informam os dados do Banco Mundial.

Última parada antes de tentar o sonho de ingressar nos Estados Unidos, o México, informa que, em 2019, 80 mil hondurenhos pediram asilo político e outros 30 mil esperam no país a resolução dos seus pedidos de entrada nos EUA.

Dificuldades

Além dos mais de dois mil quilômetros que terão de percorrer, o sonho de trabalhar nos Estados Unidos terá de superar a política migratória "tolerância zero" de Donald Trump – nesta terça-feira (14), o republicano anunciou que planeja desviar planeia US$ 7,2 mil milhões do orçamento do Pentágono para construir os 1,4 mil quilômetros faltantes do muro que está erguendo fronteira com o México.

A política anti-migratória dos EUA conta ainda com acordos com as forças de segurança dos países do trajeto. Segundo a Telesur, Honduras e Estados Unidos finalizaram, no último dia 9, a implementação de um acordo que permite ao governo estadunidense o envio hondurenhos que tenham solicitado asilo em outros países de volta para Honduras. O acordo já está em vigor na Guatemala desde julho de 2020.

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Nova caravana de emigrantes parte de Honduras rumo aos Estados Unidos - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV