Lombardi anuncia a criação de uma “força-tarefa” vaticana para a luta contra a pederastia

Revista ihu on-line

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

Mais Lidos

  • Cardeal Müller: documento vaticano sobre a Amazônia contém heresia e estupidez. “Não tem nada a ver com o cristianismo”

    LER MAIS
  • A história dos 13 agricultores presos por Moro e depois absolvidos

    LER MAIS
  • Vozes que nos desafiam. Maria Madalena, a primeira testemunha da Ressurreição

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

25 Fevereiro 2019

O moderador do encontro antiabusos, Federico Lombardi, anunciou que, com a aprovação do Papa, será instituído um grupo multidisciplinar de especialistas. Além disso, confirmou a publicação de um vade-mécum para os bispos de todo o mundo e a publicação de um novo Motu Proprio sobre o assunto.

A reportagem é de Hernán Reyes, publicada por Religión Digital, 24-02-2019. A tradução é de Graziela Wolfart.

O papa Francisco aprovou a criação de um "grupo de especialistas" para ajudar as conferências episcopais em dificuldades de encarar estes temas, entre outras medidas propostas para os próximos meses na luta contra a pederastia, que respondem às medidas discutidas pelos 190 participantes do encontro antiabusos que terminou hoje no Vaticano.

O moderador do encontro, Federico Lombardi, anunciou hoje em um encontro com a imprensa que está "a caminho" um vade-mécum para ajudar os bispos do mundo na luta contra a pederastia.

Além disso, espera-se um novo decreto papal (Motu Proprio) sobre a proteção aos menores e pessoas vulneráveis, para reforçar a prevenção e a luta na Cúria romana e no Estado da Cidade do Vaticano.

A terceira proposta que será concretizada depois da aprovação do papa Francisco, acrescentou Lombardi, será a criação de "um grupo de especialistas para ajudar as conferências episcopais em dificuldades de encarar estes temas".

Em seu discurso de encerramento hoje, Francisco havia pedido para adotar "todas as medidas necessárias" para "erradicar a brutalidade" da pederastia por parte dos sacerdotes, ao concluir a encontro de quatro dias com o qual a Igreja busca marcar um "ponto de não retorno" na luta aos ataques sexuais a menores de parte de membros do clero.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Lombardi anuncia a criação de uma “força-tarefa” vaticana para a luta contra a pederastia - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV