De Olho no Vale (317)

Confira as notícias referentes à região do Vale do Rio do Sinos.

Em 2014, o Vale do Sinos teve o menor número de óbitos por HIV registrados nos últimos 10 anos. Ainda assim, há um óbito por HIV a cada dois dias na região, segundo os dados deste ano. Além do número expressivo de óbitos, os portadores de HIV ainda sofrem de outras comorbidades, além de diversas formas de preconceito. O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, acessou os dados do Departamento de Informática do SUS…
No Brasil, segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, 47.646 pessoas foram vítimas de estupro, sendo que 90% desses casos foram com mulheres. O número representa uma queda de quase 7% em relação ao registrado em 2013 (51.090). Assim, com informações oficiais das secretariais estaduais da Segurança com base na lei de acesso à informação, isso equivale a um caso a cada 11 minutos, em média, no país. Entretanto, esses dados apresentam problemas, por que o Fórum estima que aproximadamente 90% dos casos de estupro…
1.497 postos de emprego formais a menos em maio de 2016. Recuo ocorreu em 13 dos 14 municípios da região. Desta forma, o acumulado nos últimos 12 meses já chega a 16.006 postos a menos, ou seja, é como se retirassem os vínculos de Araricá por 10 vezes da região do Vale do Sinos, visto que o município possuía, em 2016, 1.619 postos. O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos –…
Mulheres são minoria e recebem menos no mercado formal de trabalho do Vale do Sinos. De 2002 a 2014 houve avanços, no entanto 80,85% dos trabalhadores que recebem mais de 20 salários mínimos são homens em 2014. Nova Santa Rita é o município mais desigual da região e o quinto mais desigual do estado. O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, acessou os dados da Relação Anual de Informações…
Um a cada três postos de emprego formais de 2002 não existe mais em 2014 no setor calçadista do Vale do Sinos. O aumento do número de estabelecimentos não contribuiu com maior geração de emprego no período. A migração para o vizinho Vale do Paranhana e para o Nordeste do Brasil também contribui com a redução da representatividade relativa da indústria na região. O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos –…
Pela primeira vez no ano, há redução de postos de emprego formais no Vale do Sinos. Desta forma, em abril de 2016 constata-se que o aumento de postos de emprego no subsetor da indústria de calçados não acompanhou a queda em outros setores, como registrado no primeiro trimestre do ano. O setor de calçados tem importância elevada na geração de empregos na região. O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos –…
De acordo com dados da Prova Brasil 2011, 55% dos professores de 5° e 9° anos atuam 40 horas-aula ou mais semanalmente na região do Vale do Sinos; destes, 14% atuam mais de 40 horas-aulas semanais. O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, acessou os microdados disponíveis para a Prova Brasil 2011 através do sítio do Ministério da Educação – MEC para traçar o perfil dos professores do Vale…
O ObservaSinos, Observatório da Realidade e das Políticas Públicas do Vale do Rio dos Sinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, comprometido com levantamento, sistematização e análise dos indicadores socioeconômicos do Vale do Rio do Sinos, apresenta informações sobre a participação de mulheres e dos jovens na realidade política da região. Entende-se que essa realidade pode subsidiar os processos de formação e participação política na vida cotidiana, assim como nos processos eleitorais, que em 2016 terão os municípios como esferas prioritárias. O decreto número 21.076…
Aumento de postos de emprego no Vale do Sinos pelo terceiro mês consecutivo apoia-se na movimentação positiva do setor da indústria de transformação. No entanto, nos últimos 12 meses, o recuo ainda é de 17.599 postos. Apesar do aumento de postos de emprego, o nível de renda manteve-se em decréscimo no período. O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, acessou os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados…
Os acidentes de trabalho no Vale do Sinos aumentaram em 2014, mesmo com recuo no cenário estadual. Dos 6.130 trabalhadores acidentados, 15 vieram a óbito no período. Em média, por dia, 17 trabalhadores sofrem acidente de trabalho. O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, acessou os dados do Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Sul – TRT/RS para verificar o número de acidentes de trabalho notificados nos…