Carta do CEHILA Brasil sobre o falecimento de Dom Pedro Casaldáliga

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Propor vacinação só em março e alcançar no máximo 1/3 da população em 2021 é um crime

    LER MAIS
  • Papa Francisco desafia a esquerda católica

    LER MAIS
  • Papa Bergoglio: “A propriedade privada não é intocável, a justiça social é necessária”

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


11 Agosto 2020

"Dom Pedro Casaldáliga foi colaborador e grande apoiador do Cehila. Seu nome é uma ação de graças à Vida. Nesse caminho, Cecília Meireles nos inspira e renova nossa esperança: 'O vento do meu espírito soprou sobre a vida. E tudo que é efêmero se desfez. E ficaste só tu, que és eterno'. Amigo e Pastor Pedro Casaldáliga, sua contribuição para o Reino de Deus foi especial. Agora, tocado pela ternura do amor de Deus, viva a festa de sua presença", escreve CEHILA Brasil (Centro de Estudos de História da Igreja na América Latina - Brasil), em carta, sobre o falecimento de Dom Pedro Casaldáliga.

Eis a carta.

No final do caminho dirão:
- E tu, viveste? Amaste?
E eu, sem dizer nada,
Abrirei o coração cheio de nomes.

(Dom Pedro Casaldáliga)

Somos companheiros de viagem para um encontro maior que nós mesmos, pois o cristianismo é uma proposta de vida sempre em ressurreição. Em Casaldáliga repousa amor e simplicidade para ressuscitar em luta, coragem e justiça a favor dos pobres. Dos mais pobres. Sua vida era simples como seu coração, no entanto “cheia de nomes”. Soube propor vida em comunidade, evitando os tropos padronizados e hierarquizados das instituições. Com ele, a palavra ganha forma em poemas e vida em liberdade. Lembrava, em palavras e gestos, que devemos ser cristãos de maneira concreta para renovar sempre o cristianismo. Poeta, místico e profeta articulou travessias e fronteiras para consagrar a vida num horizonte em movimento de esperança.

Pedindo à saudade que dê as mãos à esperança, o Cehila-Brasil (Centro de Estudos de História da Igreja na América Latina - Brasil) se une, neste momento, aos familiares, ao Povo de Deus da Prelazia de São Félix do Araguaia e à Congregação dos Missionários Filhos do Imaculado Coração de Maria (Claretianos). Dom Pedro Casaldáliga foi colaborador e grande apoiador do Cehila. Seu nome é uma ação de graças à Vida. Nesse caminho, Cecília Meireles nos inspira e renova nossa esperança: “O vento do meu espírito soprou sobre a vida. E tudo que é efêmero se desfez. E ficaste só tu, que és eterno”.

Amigo e Pastor Pedro Casaldáliga, sua contribuição para o Reino de Deus foi especial. Agora, tocado pela ternura do amor de Deus, viva a festa de sua presença. Segundo José Calderón Salazar, jornalista guatemalteco: “Nós cristãos não estamos ameaçados de morte. Estamos ameaçados de vida, de amor... ameaçados de ressurreição”. Com a ressurreição de Jesus Cristo, a esperança nos mantém. Que Dom Pedro continue nos inspirando o sonho da “terra sem males” contra “todas as cercas”! 

Diretoria do Cehila-Brasil

Mauro Passos – Presidente
Newton D. Andrade Cabral – Vice-Presidente
Wagner Lopes Sanchez – Secretário

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Carta do CEHILA Brasil sobre o falecimento de Dom Pedro Casaldáliga - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV