Nos 92 anos de Pedro Casaldáliga

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • 'Eu nunca recusei a Eucaristia a ninguém. A comunhão não é um prêmio para os perfeitos'. Entrevista com o papa Francisco voltando da Eslováquia para Roma

    LER MAIS
  • Papa Francisco ataca o 'desejo de poder', a 'rigidez disciplinar' e a 'deslealdade' nas associações de fiéis, dos movimentos eclesiais e das novas comunidades

    LER MAIS
  • Alemanha. Dom Stefan Hesse: renúncia rejeitada

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


11 Fevereiro 2020

"Tu és um dos derradeiros membros daqueles que Comblin chamava os grandes Padres da Igreja Latino-americana", escreve Luiz Alberto Gomez de Souza, sociólogo, em homenagem ao aniversário de Dom Pedro Casaldáliga.

 

Eis o texto.

 

Meu caro Pedro

 (Imagem enviada pelo autor)

Tu és um dos derradeiros membros daqueles que Comblin chamava os grandes Padres da Igreja Latino-americana.

Tive a alegria de participar em muitos encontros em teu centro pastoral às margens do mágico rio Araguaia.
Ali acolheste tantos jovens que foram agentes de pastoral em tua prelazia e pelo continente afora.
São Felix passou a ser um ponto de referência para a Igreja de toda a região.
E, ao mesmo tempo, tua presença na América Central era uma luz que orientava
uma caminhada valente e profética, vencendo tantas contradições.
Aliás, tens sido desde tanto tempo, o grande profeta da Pátria Grande.

Quero ler junto contigo e com os que estão aí celebrando tua vida luminosa, aquele soneto onde apareces de corpo inteiro:


Si no sabeis quien soy. Si os desconcierta
la amálgama de amores que cultivo:
una flor para el Che, toda la huerta
para el Dios de Jesús. Si me desvivo
por bendecir una alambrada abierta
y el mito de una aldea redivivo.
Si tiento a Dios por Nicaragua alerta,
por este Continente aún cautivo.
Si ofrezco el Pan y el Vino en mis altares
sobre un mantel de manos populares
sabed del Pueblo vengo, al Reino voy.
Tenedme por latinoamericano,
tenedme simplemente por cristiano,
si me creéis y no sabéis quien soy!


Deus fez em ti maravilhas!

Com um profundo carinho,
pedindo que rezes por todos
os que estamos resistindo neste Brasil ferido,

teu Luiz Alberto.

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Nos 92 anos de Pedro Casaldáliga - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV