Greta Thunberg ganha prêmio de € 1 milhão e doa parte do dinheiro para proteção da Amazônia

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Propor vacinação só em março e alcançar no máximo 1/3 da população em 2021 é um crime

    LER MAIS
  • Papa Francisco desafia a esquerda católica

    LER MAIS
  • O cálculo político de Ciro Gomes

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


21 Julho 2020

A ativista sueca Greta Thunberg foi escolhida para a primeira edição do Prêmio Gulbenkian para a Humanidade, anunciado nesta segunda-feira (20). Mais de 130 nomes de 446 países haviam sido indicados para receber a honraria. A militante de 17 anos avisou que vai doar parte do montante para a campanha SOS Amazônia.

A reportagem é publicada por Radio França Internacional - RFI, 20-07-2020.

O Prêmio Gulbenkian para a Humanidade, é uma iniciativa da Fundação Calouste Gulbenkian, entidade portuguesa criada em 1956 e conhecida por suas ações principalmente no mundo da cultura, da ciência e da educação. Mas, com este prêmio, a entidade optou por celebrar a luta contra as mudanças climáticas, homenageando pessoas ou organizações que contribuam para a avanço da preservação do planeta.

Segundo Isabel Mota, presidente da Fundação Calouste Gulbenkian, a ativista sueca foi escolhida por “seu compromisso com a urgência da ação climática, contribuindo para uma sociedade mais resiliente e preparada para as alterações globais, protegendo em especial os mais vulneráveis”. Já o ex-presidente português Jorge Sampaio, que presidia o júri do prêmio, ressaltou a maneira como Greta “conseguiu mobilizar gerações mais novas para a causa do clima”. 

Planeta em “situação de urgência”

A ativista, considerada pela Time Magazine uma das 100 pessoas mais influentes do mundo e duas vezes nomeada para o Nobel da Paz (2019 e 2020), se disse “extremamente honrada” com a escolha de seu nome. “Isso significa muito para mim e espero que me ajude a fazer mais pelo mundo”, declarou a sueca, que aproveitou a ocasião para frisar que o planeta está em “situação de urgência”.

Mesmo se disse que o valor de € 1 milhão dado pela Fundação é “mais dinheiro do que eu possa começar a imaginar”, Greta disse que já sabe o que vai fazer com o montante. Ela informou que pretende, por meio de sua própria fundação, fazer doações que prestigiem “organizações e projetos que lutam por um mundo sustentável e defendem a natureza, apoiando pessoas que enfrentam os piores impactos da crise ecológica e climática”.

A ativista avisou que € 100 mil serão doados para a SOS Amazônia, uma campanha mantida pela Fridays for Future, movimento popular iniciado pela própria Greta em 2018. Outros € 100 serão doados para a Stop Ecocide Foundation, entidade que luta para tornar o ecocídio um crime internacional.

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Greta Thunberg ganha prêmio de € 1 milhão e doa parte do dinheiro para proteção da Amazônia - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV