Governo francês 'descobriu pela imprensa' que Macron teria reunião bilateral com Bolsonaro

Revista ihu on-line

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Mais Lidos

  • “Existe uma luta política na Igreja, entre os que querem a Igreja sonhada pelo Vaticano II e os que não” constata Arturo Sosa, superior-geral dos jesuítas

    LER MAIS
  • O agrotóxico que matou 50 milhões de abelhas em Santa Catarina em um só mês

    LER MAIS
  • “Estamos diante de uma crise do modelo de civilização”. Entrevista com Donna Haraway

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

28 Junho 2019

Uma das reuniões mais aguardadas da agenda do presidente Jair Bolsonaro no G20, uma reunião bilateral reservada com o presidente francês, Emmanuel Macron, aparentemente só existiu no cronograma do governo brasileiro.

A informação é de Nathalia Passarinho, publicada por BBC News Brasil, 28-06-2019.

Do lado da França, segundo disseram à BBC News Brasil membros da delegação de Macron, só havia a previsão de uma breve conversa informal com Bolsonaro, após o almoço dos líderes, que de fato aconteceu. Mas, na agenda do presidente brasileiro, havia uma reunião bilateral formal marcada para as 14h25.

Na manhã desta sexta-feira (28), o Itamaraty e a Presidência informaram que a reunião bilateral havia sido cancelada, mas não deram motivo. A BBC News conversou com dois integrantes da delegação francesa em Osaka, no Japão, que mostraram a agenda de Macron e afirmaram:

"Nós soubemos pela imprensa que havia reunião bilateral. Nunca houve essa previsão. O que há é uma conversa informal, após o almoço, num ambiente comum."

Questionado sobre por que uma reunião bilateral havia sido marcada, depois cancelada e transformada num encontro informal, o porta-voz da Presidência, general Rego Barros, afirmou que as duas delegações estavam negociando uma reunião formal entre Bolsonaro e Macron para a tarde desta sexta.

Mas, segundo ele, o governo francês teria ligado para a delegação brasileira sugerindo que o encontro ocorresse às 23h de quinta, horário que teria sido considerado muito tarde pelo governo do Brasil.

"O presidente declinou e ficamos ao longo do dia buscando uma possibilidade de viabilizar esse bate-papo. Conseguimos um encaixe de horário e esse bate-papo ocorreu. Sob o ponto de vista diplomático (o encontro bilateral) não ocorreu", declarou.

A imprensa brasileira fez uma série de perguntas para tentar esclarecer por que a reunião bilateral foi cancelada e por que a delegação francesa disse não ter sido informada sobre a reunião.

O porta-voz, então, disse que não responderia mais a perguntas sobre o tema por considerá-lo irrelevante diante de outras questões relacionadas ao G20.

As reuniões bilaterais entre presidentes ocorrem em sala reservada, na presença dos dois líderes e dos membros das delegações que forem selecionados para participar. Normalmente, há espaço para que a imprensa faça fotos e grave imagens.

Conforme havia dito a delegação francesa, após o almoço dos líderes do G20, Bolsonaro e Macron tiveram uma conversa informal de cerca de 20 minutos.

Segundo o porta-voz da Presidência, durante a breve reunião Bolsonaro convidou o presidente francês a "conhecer a Amazônia" e teria reforçado que o Brasil continua a fazer parte do Acordo de Paris.

"O objetivo dessa visita (de Macron à Amazônia) seria colaborar à narrativa verdadeira sobre o esforço que o presidente Bolsonaro vem realizando para que o meio ambiente seja preservado, mas que tenhamos a possibilidade de agregar a esse processo o desenvolvimento econômico", disse Rego Barros.

A reportagem completa pode ser lida aqui

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Governo francês 'descobriu pela imprensa' que Macron teria reunião bilateral com Bolsonaro - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV