Papa Francisco e arcebispo Justin Welby planejam visita conjunta ao Sudão do Sul

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • Bartomeu Melià: jesuíta e antropólogo evangelizado pelos guarani (1932-2019)

    LER MAIS
  • Do samba ao funk, o Brasil que reprime manifestações culturais de origem negra e periférica

    LER MAIS
  • ASA 20 Anos: Água potável é vida e bênção para a infância do Semiárido

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

18 Novembro 2019

A primeira visita pastoral conjunta de um papa e de um arcebispo de Canterbury poderia ocorrer no Sudão do Sul, no início do ano que vem. Esse foi o anúncio do Vaticano e do Palácio de Lambeth no dia 13 de novembro. A notícia veio após uma audiência privada entre o Papa Francisco e o arcebispo Justin Welby, na Casa Santa Marta, no Vaticano.

A reportagem é publicada por Anglican Communion News Service - ACNS, 14-11-2019. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

“Durante as amigáveis conversas, detivemo-nos sobre a condição dos cristãos no mundo e sobre algumas situações de crise internacional, com particular referência à dolorosa realidade que o Sudão do Sul enfrenta”, disse a Sala de Imprensa do Vaticano em uma nota. “Ao término do encontro, o Santo Padre e o arcebispo de Canterbury concordaram que, se a situação política no país permitir a constituição de um governo transitório de unidade nacional nos próximos 100 dias, no prazo do acordo assinado nos últimos dias em Entebbe, em Uganda, a intenção deles é de visitarem juntos o Sudão do Sul”.

Confirmando o anúncio, o arcebispo Justin Welby disse em uma postagem no Facebook: ‘Discutimos a nossa paixão compartilhada pela paz no Sudão do Sul e concordamos que, se a situação política permitir a criação de um governo transitório de unidade nacional, a nossa intenção é de fazer a visita juntos”.

“Nosso compromisso com o ensino de Jesus significa que desejamos ver uma solução duradoura para o conflito no Sudão do Sul. Renovamos o nosso apelo aos líderes espirituais e políticos de lá para que lutem pela paz.”

Em resposta ao anúncio, o primaz anglicano do Sudão do Sul, o arcebispo Justin Badi Arama, disse ao ACNS que “a Igreja Episcopal do Sudão do Sul aprecia o interesse contínuo e o compromisso de rezar pelo Sudão do Sul e pelo seu povo por parte do arcebispo de Canterbury, o Rev.mo Justin Welby, e do Papa Francisco. Acolhemos a intenção deles de uma visita conjunta e nos unimos a eles em oração pela paz duradoura no Sudão do Sul e pela formação do novo governo transitório de unidade nacional, que permitirá que isso aconteça”.

Uma visita pastoral conjunta de um papa e de um arcebispo de Canterbury seria impensável até alguns anos atrás. Mas não é a primeira vez que o Papa Francisco e o arcebispo Justin Welby adotam ações conjuntas sem precedentes, principalmente em relação à paz no Sudão do Sul. No início deste mês, a convite e com a participação do Papa Francisco, o arcebispo Justin conduziu um retiro espiritual no Vaticano para os líderes políticos opositores do Sudão do Sul.

As Igrejas do Sudão do Sul se uniram para agir como um catalisador do processo de paz em andamento, trabalhando para pôr fim a cinco anos de uma guerra civil mortal. As negociações de paz lideradas pelo primaz anglicano do Sudão do Sul, arcebispo Justin Badi Arama, ajudaram a renovar o processo de paz que havia entrado em um impasse apesar dos esforços do IGAD, um órgão intergovernamental regional que estava trabalhando para reunir as partes em guerra.

A audiência foi realizada principalmente para que o arcebispo Justin pudesse apresentar ao Papa Francisco o seu novo representante pessoal junto à Santa Sé e diretor do Centro Anglicano em Roma, o arcebispo Ian Ernest. O arcebispo Justin disse: “Foi uma grande honra, como sempre, visitar o papa. Eu nunca deixo de ficar impressionado pelo seu amor simples e sincero por Jesus e pela sua energia para compartilhar as boas novas”.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Papa Francisco e arcebispo Justin Welby planejam visita conjunta ao Sudão do Sul - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV