Vaticano muda de ideia e restitui reitor jesuíta na Faculdade de Teologia de Frankfurt

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • “Os pecados da carne não são os mais graves. Os mais graves são aqueles que têm mais 'angelicalidade': a soberba, o ódio”. Entrevista do Papa Francisco

    LER MAIS
  • Digital, serial, algorítmica, a cultura do século XXI chegou

    LER MAIS
  • Ômicron, natureza e arrogância humana: uma guerra entre patógenos e humanos. Artigo de Alexandre A. Martins

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


20 Novembro 2018

Padre Ansgar Wucherpfennig espera que os ensinamentos da Igreja sobre os homossexuais e sobre o papel das mulheres se desenvolvam e se tornem mais abertos.

A reportagem é de Christa Pongratz-Lippitt, publicada por La Croix International, 19-11-2018. A tradução é de Victor D. Thiesen.

O Vaticano reverteu a decisão tomada no início deste ano e confirmou que o teólogo jesuíta que fez declarações positivas em relação aos homossexuais e a ordenação de mulheres diaconisas poderá começar o terceiro mandato como reitor de uma prestigiada universidade na Alemanha.

O padre Arturo Sosa, Superior Geral da Companhia de Jesus, anunciou em 15 de novembro que o padre Ansgar Wucherpfennig havia sido restituído "com efeito imediato" como reitor da Faculdade de Filosofia e Teologia Sankt Georgen, administrada pelos jesuítas em Frankfurt. O padre Sosa é grão-chanceler da Escola.

A decisão resolve um impasse que se prolonga desde junho quando a Congregação para a Educação Católica informou pessoalmente o Superior Geral Jesuíta de que não renovaria a confirmatio (aprovação canônica) do padre Wucherpfennig.

A resolução foi tornada pública em outubro, provocando protestos entre teólogos e alguns bispos na Alemanha.

Reitor se compromete em apresentar o ensinamento da Igreja

Contudo, a Congregação aparentemente reconsiderou o juízo nas últimas semanas depois que o padre Wucherpfennig prometeu defender o ensinamento da Igreja.

Numa declaração ao padre Sosa, o reitor de 52 anos de idade se comprometeu, enquanto religioso e sacerdote, a defender o autêntico Magistério. Padre Wucherpfennig prometeu apresentar o ensinamento da Igreja "completa e exaustivamente", bem como deixar claro no futuro quando a críticas ao ensino forem de sua opinião pessoal.

O padre disse que, como cristão e teólogo, espera que os ensinamentos da Igreja sobre os homossexuais e em relação ao papel das mulheres se desenvolvam e se tornem mais abertos.

Padre Sosa disse que transmitiu a declaração de Wucherpfennig à Congregação para a Educação Católica e acrescentou que o reitor publicaria os resultados de suas pesquisas sobre as duas questões "em continuidade leal e criativa com a doutrina da Igreja".

Suspiro de alívio

O bispo Georg Bätzing, da Diocese de Limburg, onde a Universidade de Sankt Georgen está localizada e apoiador de Wucherpfennig, disse que está muito aliviado pela resolução.

"Assim como muitos outros, eu esperava esta decisão (por parte do Vaticano)", disse o bispo em declaração dirigida à Faculdade de Filosofia e Teologia Sankt Georgen.

O padre Johannes Siebner, o Superior Provincial Jesuíta na Alemanha, também fez expressou esses sentimentos.

"Estou profundamente grato pelo amplo apoio que o padre Wucherpfennig e a Faculdade Sankt Georgen têm recebido nas últimas semanas", afirmou Siebner em declaração que a publicada no sítio da instituição, juntamente com uma foto do provincial orgulhosamente exibindo a confirmatio de Roma.

Provincial Jesuíta na Alemanha, Johannes Siebner, segurando a confirmatio que permite o padre Wucherpfennig exercer o cargo de reitor (Foto: Jesuiten /Reprodução Twitter)

"Roma obviamente demonstrou discernimento e reagiu positivamente às muitas referências do caráter incontestável do padre Wucherpfennig", disse Peter Lückemeier, presidente da associação "Amigos de Sankt Georgen".

A associação, que foi fundada em 1972 e conta com cerca de 450 membros, ajuda a financiar projetos da Faculdade de Sankt Georgen.

Wucherpfennig promete continuar pesquisa

Padre Wucherpfennig foi perguntado se ele foi forçado a se retratar para ser restabelecido em seu posto.

"Não, eu não voltei atrás em nada", disse ele no dia 17 de novembro em uma longa entrevista para o site oficial da Igreja alemã katholische.de.

"Fiz uma declaração dirigida ao Superior Geral Jesuíta, padre Arturo Sosa, que então a transmitiu ao Vaticano", disse .

"Declarei que levo em consideração o ensinamento da Igreja em minhas aulas sobre a questão do diaconato para as mulheres e do julgamento moral da homossexualidade, e o transmito de forma justa e correta, mas também coloco meus próprios questionamentos sobre os dois temas e os discuto com meus alunos", disse ele.

"Além disso, como cristão e acadêmico, expressei minha esperança de que o ensinamento da Igreja em ambos pontos mudaria e se desenvolveria. Isso, na minha opinião, não é voltar atrás. Quando se trata de ciência primeiro se apresentam as opiniões para depois as questionar ou criticar", explicou o reitor.

Ele disse que o padre Sosa lhe pediu para fazer mais pesquisas sobre os dois temas e para desenvolver "em lealdade criativa" o ensinamento da Igreja. O reitor disse que acredita que a homossexualidade esteja ligada ao assunto de "identidade e sexualidade", uma questão que ele vai lecionar durante o próximo mandato.

Padre Wucherpfennig disse que planeja continuar pesquisando sobre a exegese histórico-crítica das cartas de São Paulo e, possivelmente, escrever um livro sobre as mulheres diaconisas.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Vaticano muda de ideia e restitui reitor jesuíta na Faculdade de Teologia de Frankfurt - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV