Rezando em casa durante a Semana Santa do Coronavírus

Imagem: Good Shepherd's Lutheran Good Shepherd's Lutheran

05 Abril 2020

Teólogos oferecem uma opção aos católicos para celebrarem um dos mais importantes eventos litúrgicos da fé cristã.

O artigo é de Thomas O’Loughlin, publicada por La Croix International, 03-04-2020. A tradução é de Wagner Fernandes de Azevedo.

Você pode dividir as religiões em duas categorias: a em que a maioria das casas é em um grande espaço público e a em que a maioria das casas é no espaço doméstico.

A maioria dos cristãos contemporâneos, pelo menos no Ocidente, conhece apenas as primeiras. Elas possuem muitos edifícios grandes – e é aí que a religião acontece.

Se ocorrer em outro lugar, isso é apenas “um acompanhamento”. Os cristãos parecem gostar de grandes declarações públicas.

Mas é surpreendente lembrar que as mesas eucarísticas originais – onde os seguidores de Jesus se distinguiam de seus companheiros judeus – aconteciam em suas casas.

Diariamente, todos juntos frequentavam o Templo e nas casas partiam o pão, tomando alimento com alegria e simplicidade de coração. (Atos 2, 46)

Nesse ambiente doméstico, eles estavam em sintonia com suas raízes judaicas.

Toda refeição deveria ser uma ocasião em que os que se reuniam abençoavam a Deus (Dt 8, 10); a refeição semanal com a qual o sábado começou era um ato especial de louvor, e a noite mais especial do ano é a refeição da Páscoa, quando as ações libertadoras de Deus são lembradas em torno da mesa.

Este ano – na maioria dos lugares – os cristãos terão que redescobrir esse espaço litúrgico doméstico.

Relembremos de algumas coisas básicas.

 

1. Jesus está presente conosco

O Jesus ressuscitado está presente em toda comunidade, por menor que seja. Isso foi capturado em um ditado preservado no evangelho de Mateus: "Porque onde dois ou três estão reunidos em meu nome, eu estou lá entre eles" (Mt 18, 20).

Mesmo a menor reunião – com apenas duas pessoas afastadas a dois metros para não espalhar o vírus – tem a presença do Senhor Ressuscitado entre elas.

Podem ser duas pessoas em uma casa ou pessoas vinculadas ao telefone ou ao Skype.

Isso foi expresso em outro ditado cristão antigo – preservado no Didaché (um guia dos novos discípulos do primeiro século): "Onde quer que as coisas do Senhor sejam faladas, ali o Senhor está presente" (4: 1).

 

2. Nossa sala de estar é um local de oração

Podemos estar sentindo a falta de uma igreja, mas lembre-se desta instrução de Jesus:

“Quando vocês rezarem, não sejam como os hipócritas, que gostam de rezar em pé nas sinagogas e nas esquinas, para serem vistos pelos homens. Eu garanto a vocês: eles já receberam a recompensa. Ao contrário, quando você rezar, entre no seu quarto, feche a porta, e reze ao seu Pai ocultamente; e o seu Pai, que vê o escondido, recompensará você” (Mt 6, 5-6).

 

3. Centro e cúpula

Nossa oração em casa deve ser vista como se estivesse entre morros: em breve nos reuniremos novamente como uma comunidade inteira para o Grande Dia de Ação de Graças que chamamos de “Eucaristia”.

 

4. Toda mesa é um lugar sagrado

Jesus encontrou pessoas e ensinou em suas mesas: toda mesa é um lugar onde podemos encontrar o Senhor naqueles que estão conosco.

Nós não vamos comer juntos como irmãs e irmãos em uma igreja pelas próximas semanas, então vamos começar a lembrar que sempre que comermos, devemos ser gratos.

Podemos nos reunir à mesa agora para celebrar a Semana Santa e, em nosso espaço doméstico, entrar em Jerusalém com Jesus, recordar sua última ceia com seus discípulos na quinta-feira, regozijar-se com sua vitória sobre o pecado e a morte quando ele foi exaltado na cruz na Sexta-feira Santa, espere por ele durante as horas do sábado e cante nosso “Aleluia de Páscoa” na mesma mesa no próximo domingo.

 

Começando

Se você deseja criar uma liturgia especial para celebrar o Domingo de Ramos, mesmo com aqueles que estão trancados na mesma casa com você, então isso será um ato de louvor.

Mas se você quiser um pouco de liturgia “pronta”, abaixo compartilhamos está uma.

Lembre-se – uma liturgia doméstica deve ser:
• simples e curta (a chaleira pode estar fervendo ou o telefone começa a tocar) – essa leva cerca de 6 minutos;
• tem que ser direta (as pessoas, não apenas as crianças, não devem dar risadinhas: o que funciona em um grande grupo geralmente não funciona em um grupo muito pequeno); e
• você não precisa de muitas palavras para orar, recordar e comemorar.

Muitas pessoas ajudaram a criar essa pequena liturgia – agradecemos todas!...

 

Uma liturgia doméstica para o Domingo de Ramos 2020

Se você tiver um jardim e puder pegar um pouco de folhagens, pegue o suficiente para cada pessoa que está em isolamento com você.

Se você não puder cortar uma folhagem, mas tem uma planta em um vaso, coloque-a sobre a mesa – isso recordará do estranho ano em que estamos.

Sentem-se ao redor da mesa como se fossem fazer uma refeição normal. Se vocês não tem uma mesa comum, então sentem-se em torno de onde normalmente comem.

Comentarista:
Irmãs e irmãos, nesse Domingo nos reunimos individualmente em nossos lares. Em todas situações, Deus é conosco, o Cristo está no meio de nós, e a Igreja está no oratório. Este recurso de oração é para você neste domingo.

 

Abertura

Com uma folhagem em mãos.

Comentarista ou juntos:
Irmãs e Irmãos, nós celebramos os 40 dias de Quaresma. Unidos com a Igreja Universal e orando para que possamos entrar na semana santa com reverência e esperança.

Nós rezamos:
Deus de toda a criação, esses ramos representam para nós a alegria daquele dia em que Jesus, completando as escrituras, fez sua entrada em Jerusalém. Abençoa esses ramos que seguramos em nossas mãos que devem nos acompanhar ao longo deste ano.

Todos:
Bendito é o Rei que veio em nome do Senhor. Hosana nas alturas.

 

Leitura do Evangelho de Mateus 21, 1-11.

"Jesus e seus discípulos se aproximaram de Jerusalém, e chegaram a Betfagé, perto do monte das Oliveiras. Então Jesus enviou dois discípulos, dizendo: «Vão até o povoado, que está na frente de vocês. E logo vão encontrar uma jumenta amarrada, e um jumentinho com ela. Desamarrem, e tragam os dois para mim. Se alguém lhes falar alguma coisa, vocês dirão: ‘O Senhor precisa deles, mas logo os mandará de volta’”. Isso aconteceu para se cumprir o que foi dito pelo profeta: “Digam à filha de Sião: eis que o seu rei está chegando até você. Ele é manso e está montado num jumento, num jumentinho, cria de um animal de carga”. Os discípulos foram, e fizeram como Jesus tinha mandado. Levaram a jumenta e o jumentinho, estenderam os mantos sobre eles, e Jesus montou. Uma grande multidão estendeu seus mantos pelo caminho; outros cortaram ramos de árvores, e os espalharam pelo caminho. As multidões, que iam na frente e atrás de Jesus, gritavam: “Hosana ao Filho de Davi! Bendito aquele que vem em nome do Senhor! Hosana no mais alto do céu!” Quando Jesus entrou em Jerusalém, toda a cidade ficou agitada, e perguntavam: “Quem é ele?”. E as multidões respondiam: “É o profeta Jesus, de Nazaré da Galiléia” "
Esse é o Evangelho do Senhor!

Todos:
Louvado seja o nosso Senhor Jesus Cristo.

Todos juntos dizem:
Portas, levantem seus frontões; elevem-se, portais antigos, pois vai entrar o Rei da glória!
- Quem é esse Rei da glória?
- É Javé dos Exércitos! Ele é o Rei da glória!

Permanecer alguns minutos em silêncio pensando sobre o Evangelho. Então falar juntos sobre o que Jesus fará em Jerusalém nos próximos dias. O que vai acontecer na Quinta-Feira Santa, na Sexta da Paixão e no Domingo de Páscoa? Recordar a cada um que Jesus está presente na liturgia doméstica “Pois onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, eu estou aí no meio deles”.

 

Preces

 

Comentarista:
Senhor, escutai-nos.

Nós pedimos por todos aqueles infectados pelo Coronavírus em todo o mundo, para aqueles que os cuidam, para os profissionais da saúde e autoridades que estão combatendo a disseminação da infecção, e por todos aqueles que sofrem com ansiedade neste tempo.

Senhor, escutai-nos.

Por todos os que creem: para que carreguemos a nossa cruz a cada dia e permanecermos com fé no Senhor.

Senhor, escutai-nos.

Pela lideranças mundiais: que eles governem com misericórdia, justiça e respeito pelos direitos de todas as pessoas com tratamento justo, comida, água, abrigo e segurança.

Senhor, escutai-nos.

Pela nações e pessoas com riqueza: para que eles atuem com compaixão e preocupação com os pobres e marginalizados.

Senhor, escutai-nos.

Faça suas próprias preces por aqueles que estão doentes ou que as necessitam. Peça a Deus para que os proteja. Finalize cada prece com:

Senhor, escutai-nos.

Comentarista:
Nós rezamos por aqueles que morreram e que devem permanecer na amável presença do Senhor.

Senhor, escutai-nos.

E agora rezamos juntos a oração que Jesus nos ensinou:
Pai-Nosso que estais no céu...

Comentarista:
Deus nos abençoe e nos mantenha em segurança.

Todos:
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

 

Leia mais 

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV