Primeira Semana do Advento: meditações diárias com Laudato Si’. Dia 3 de dezembro

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Discernimentos depois da Primeira Assembleia Eclesial. Artigo de Paulo Suess

    LER MAIS
  • Formação e espiritualidade do Ministro Extraordinário da Eucaristia

    LER MAIS
  • Paris, o Papa aceita a renúncia de Aupetit

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


03 Dezembro 2019

O National Catholic Reporter está compartilhando as reflexões sobre o Advento inspiradas em Laudato Si’ – Sobre o Cuidado da Casa Comum, do seu ex-editor Arthur Jones. Estas reflexões foram originalmente publicadas em 2015 pela Comunidade Paroquial St. Vincent de Paul, em Baltimore, no estado americano de Maryland. Jones deseja reconhecer a inspiração das invocações celtas da obra Carmina Gadelica, de Alexander Carmichael.

Publicaremos as suas reflexões para as Semanas 2, 3 e 4, nos dias 8, 15 e 22 de dezembro. 

A reflexão do dia 03 de dezembro foi publicada por National Catholic Reporter, 01-12-2019. A tradução é de Isaque Gomes Correa.

Terça-feira, 3 de dezembro: Levantai os olhos

Francisco quer que prestemos mais atenção a tudo o que nos rodeia, e ele traz aos olhos de Jesus detalhes para enfatizar o que quer dizer: 

“O Senhor podia convidar os outros a estar atentos à beleza que existe no mundo, porque Ele próprio vivia em contato permanente com a natureza e prestava-lhe uma atenção cheia de carinho e admiração. Quando percorria os quatro cantos da sua terra, detinha-Se a contemplar a beleza semeada por seu Pai e convidava os discípulos a individuarem, nas coisas, uma mensagem divina: ‘Levantai os olhos e vede os campos que estão doirados para a ceifa’ (Jo 4, 35). ‘O Reino dos Céus é semelhante a um grão de mostarda que um homem tomou e semeou no seu campo. É a menor de todas as sementes; mas, depois de crescer, torna-se a maior planta do horto e transforma-se numa árvore’ (Mt 13, 31-32).

Montanha Y, situada na cidade do Provo, estado de Utah, 2018. (Foto: George Frey | CNS)

Ele continua:

Jesus vivia em plena harmonia com a criação, com grande maravilha dos outros: «Quem é este, a quem até o vento e o mar obedecem?» (Mt 8, 27). Não Se apresentava como um asceta separado do mundo ou inimigo das coisas aprazíveis da vida. Falando de Si mesmo, declarou: ‘Veio o Filho do Homem que come e bebe, e dizem: “Aí está um glutão e bebedor de vinho’” (Mt 11, 19). (…) Segundo a compreensão cristã da realidade, o destino da criação inteira passa pelo mistério de Cristo, que nela está presente desde a origem: ‘Todas as coisas foram criadas por Ele e para Ele’ (Cl 1, 16).

Senhor, meu Deus, vós o arriscastes com a criação. Enquanto olhais agora a criação e vedes o quão espoliado está, mesmo após vosso Filho redimir a humanidade, está a vossa criação mais ameaçada do que realizada? Devo eu tomar algumas atitudes em nome da Mãe Terra.

Ó Deus, permita-me cultivar virtudes ecológicas.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Primeira Semana do Advento: meditações diárias com Laudato Si’. Dia 3 de dezembro - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV