“Todos Esmoleiros”. Spin Time Labs, “pronto para a autodenúncia”

Revista ihu on-line

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Mais Lidos

  • Aumento da miséria extrema, informalidade e desigualdade marcam os dois anos da Reforma Trabalhista

    LER MAIS
  • Um novo documento anti-Francisco com cem assinaturas: “Atos sacrílegos durante o Sínodo, precisa se arrepender”

    LER MAIS
  • Hospitalidade eucarística: “A decisão passa agora para a Conferência Episcopal”

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

15 Maio 2019

Dentro, entre a sala de concertos e o auditório, além da taverna, do laboratório de cervejas artesanais, da carpintaria, da alfaiataria, da sala de testes e da redação de Scomodo, há o laboratório de restauração de ícones sacros e um dos escritórios da associação de Medicina Solidária; há o trabalho quase diário da missionária leiga Adriana Domenici e há as ajudas humanitárias deixadas semanalmente pelo Esmoleiro do Papa.

A reportagem é de Eleonora Martini, publicada por Il Manifesto, 14-05-2019. A tradução é de Luisa Rabolini.

O Vaticano, em suma, está em casa, no Spin Time Labs, o "canteiro de regeneração urbana" nascido dentro do antigo edifício Inpdap na Via di Santa Croce in Gerusalemme, ocupada desde outubro de 2013 pela Action para fins habitacionais.

Nada de estranho, portanto, se o cardeal Konrad Krajewski, depois de ter tentado inutilmente uma mediação com o prefeito, tenha decidido passar à ação religando, na noite entre o último sábado e domingo, o medidor de energia elétrica lacrado em 6 de maio devido a inadimplência do titular do contrato (Grupo Hera).

O Esmoleiro levou a corrente elétrica de volta para o prédio onde moram 430 pessoas, entre as quais uma centena de menores de idade, 60% dos quais são imigrantes de 18 diferentes nacionalidades e os demais são idosos sozinhos (alguns com graves problemas de saúde e uma senhora inclusive ligada ao tubo de oxigênio) e jovens casais italianos.

Na segunda-feira, após o impressionante gesto do cardeal, que assumiu todas as responsabilidades, até mesmo penais, de sua "desobediência civil", e enquanto das forças da ordem chegava uma intimação contra desconhecidos pela violação dos lacres do medidor de eletricidade de média tensão à pedido da Areti, a empresa de distribuição da Acea (uma subsidiária do Município de Roma), foi realizada uma assembleia dos ocupantes aberta aos cidadãos. “Estamos nos comprometendo a pagar um contrato de usuário com uma taxa social, se for emitido em nosso nome. De fato, o contrato ainda está em nome da empresa e não podemos pagar dívidas de terceiros. Agora, inclusive, a taxa definida é para uso de escritório, portanto bem mais alta, e pedimos que seja readequada para uso residencial. Já são cinco anos que fazemos essa solicitação", afirmou o presidente da Spin Time, Paolo Perrini, que anunciou uma coleta de assinaturas, até sexta-feira, para" apoiar o ato de coragem e justiça social" do cardeal Krajewski.

Os ativistas do Spin Time quiseram, em primeiro lugar, agradecer às muitas associações e aos habitantes do Primeiro Município que nos últimos dias expressaram "solidariedade viva e concreta" às famílias que ficaram sem eletricidade. "Todo mundo trabalha aqui - acrescenta Andrea Alzetta - e há anos pedimos um contrato para pagar, mas as partes nunca quiseram nos receber. Este edifício foi securitizado pela Tremonti em 2004 junto com outros imóveis pertencentes às instituições estatais e de seguridade social. A empresa Investire Sgr, do banco Finnat, ganhou mais de um bilhão do governo em 18 anos".

Todos estão prontos para se autodenunciar, os ocupantes do prédio, se o Esmoleiro do Papa tiver que se enredar nas malhas da justiça italiana. Ainda mais por já ter caído sobre ele o anátema do ministro do Interior, Matteo Salvini,: “Se no Vaticano quiserem pagar as contas de todos os italianos em dificuldade, que nos deem uma conta corrente. Apoiar a irregularidade nunca é um bom sinal".

Mas o padre Konrad - que deixou no poço de eletricidade onde desceu seu cartão de visita com as palavras "Fui eu", e que respondeu a Salvini dizendo que estava "pronto" para pagar todo o débito com a Acea – na realidade poderia não ser processável, por causa da imunidade concedida aos cardeais pelos Pactos Lateranenses. Em qualquer caso, a magistratura, que está esperando para receber a denúncia da Areti antes de abrir um processo por furto, caso decida processar o cardeal Krajewski, deveria seguir o procedimento solicitado pela rogatória internacional, pois o cargo cardinalício é considerado pelo direito consuetudinário internacional como um "órgão constitucional da Igreja".

A Spin Time Labs decidiu, no entanto, lançar uma petição para obter do Município de Roma a derrogação ao artigo 5 do decreto Lupi/Renzi, que "nos impede de estabelecer aqui residência", explica Andrea Alzetta. O pedido, também apoiado pela presidente do I Municipio Sabrina Alfonsi, é que possa ser feito "como fez o prefeito Leoluca Orlando em Palermo". Com uma derrogação desse tipo, os moradores da Spin teriam um título para pagar as contas.

"Este é um experimento excepcional que dá uma resposta ao problema da habitação - conclui Alzetta – Poderíamos conceder um parcelamento estilo Salvini, mas além da piada seria apropriado iniciar um caminho de regularização dessa experiência, desde que a vontade política nos permitir. Manter este prédio abandonado é um tapa na cara daqueles que não têm casa. Em face de um apelo de desespero, o esmoleiro fez o que pôde e que deveria ter sido feito pela política".

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

“Todos Esmoleiros”. Spin Time Labs, “pronto para a autodenúncia” - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV