Roma, o cardeal esmoleiro do Papa remove os lacres no medidor de luz do edifício ocupado

Revista ihu on-line

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Mais Lidos

  • Uma análise de fundo a partir do golpe de Estado na Bolívia

    LER MAIS
  • Aumento da miséria extrema, informalidade e desigualdade marcam os dois anos da Reforma Trabalhista

    LER MAIS
  • Lula desequilibra o jogo. Craque é craque

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

13 Maio 2019

O Cardeal Krajewski entrou no poço da instalação de eletricidade para religar a energia do edifício habitado por 450 pessoas, na Via Santa Croce in Gerusalemme, em Roma: os ocupantes acumularam uma dívida de 300 mil euros. O cardeal: "Foi um gesto desesperado". Salvini: "Agora deve pagar as contas em atraso".

A reportagem é de Arianna di Cori, publicada por La Repubblica, 12-05-2019. A tradução é de Luisa Rabolini.

Foto: La Repubblica

Na noite do último sábado a luz voltou no Spin Time, o prédio ocupado em Via di Santa Croce in Gerusalemme, 55, em Roma, às escuras e sem água quente desde segunda-feira, 6 de maio. Mas os problemas para as 450 pessoas que moram ali - incluindo quase 100 menores - não parecem cessar. Enquanto a Prefeitura e Secretarias estavam em contato com os ocupantes em busca de solução, para saldar uma dívida acumulada de 300 mil euros com a empresa de fornecimento de energia, a Santa Sé interveio.

Como relatam os ativistas, quem removeu os lacres e religou a energia elétrica foi Konrad Krajewski, cardeal, o esmoleiro do Papa. "O cardeal chegou à tarde, trouxe presentes para todas as crianças e prometeu que, se a energia elétrica no prédio não fosse religada até às 20 h, ele mesmo teria dado um jeito", explicam os ocupantes. "E assim foi - continuam - o padre Konrad desceu no poço, removeu os lacres e religou a luz. E assumiu, em nome do Vaticano, a total responsabilidade pela ação diante da Prefeitura e Acea".

"Eu intervi pessoalmente ontem à noite para religar os medidores. Foi um gesto desesperado. Havia mais de 400 pessoas sem eletricidade, com famílias, crianças, sem sequer a possibilidade de manter ligadas as geladeiras", explicou o Cardeal Krajewski. "Não fiz isso porque estava bêbado", acrescentou.

O cardeal "foi informado de uma situação grave em um edifício ocupado na Via Santa Croce in Gerusalemme, em Roma, onde havia mais de quatrocentas pessoas, incluindo muitas crianças” – relatam ao AdnKronos fontes do Vaticano próximas da Esmolaria Pontifícia. “Como esmoleiro, senti o dever de fazer um gesto humanitário, providenciando pessoalmente a religação da energia elétrica do edifício", que não é de propriedade do Vaticano.

Esse gesto, ressaltam as fontes do Vaticano, "foi realizado pelo Cardeal Krajewski com plena consciência das possíveis consequências legais que agora ele poderá enfrentar, na crença de que era necessário fazê-lo em prol dessas famílias".

O edifício na Via di Santa Croce foi ocupado em 12 de outubro de 2013 pela Action garantir moradias. A antiga sede do Inpdap, abandonada há anos, foi ocupada, liberada e imediatamente aberta para se tornar o lar de centenas de pessoas necessitadas. O espaço também está no centro de um projeto que os jovens de Scomodo estão tentando realizar para criar uma grande casa aberta para a cidade 24 horas por dia.

"Estamos incrédulos, o que aconteceu na noite de sábado é algo incrível. Só podemos agradecer ao cardeal", explicou Paolo Perrini, presidente do Spin Time. "O cardeal, que no passado já foi nosso hóspede, porque vem para cuidar de idosos, doentes e crianças que moram na estrutura - relata Perrini -, chegou na tarde de sábado, por volta das 17h, a bordo de uma van cheia de presentes para as crianças. Ele sabia que estávamos sem eletricidade há três dias. Assim que chegou, telefonou para as secretarias e a prefeitura de Roma, pedindo que reativassem a eletricidade às 20h, caso contrário ele próprio faria isso. Por volta das 20:15, o cardeal retornou, nos explicou que ele entendia de energia elétrica porque antes de fazer seus votos, na Polônia, havia trabalhado no setor, e novamente chamou as autoridades municipais para explicar a sua intenção, depois ele entrou no poço onde fica a nossa instalação elétrica, realizou uma série de procedimentos, como se fala no jargão técnico, e a luz voltou. Eu realmente não sei como ele fez isso, mas o fez".

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Roma, o cardeal esmoleiro do Papa remove os lacres no medidor de luz do edifício ocupado - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV