O tenor expressou com a sua voz “a força de rezar juntos”. Emocionante apresentação de Andrea Bocelli em uma fantasmagórica catedral de Milão

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Os Padres da Caminhada se solidarizam com o padre Riva, vítima de racismo em Alfenas – MG

    LER MAIS
  • Acabemos com o sistema clerical

    LER MAIS
  • O que a dor nos ensina. Artigo de Corrado Augias

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


13 Abril 2020

Andrea Bocelli começou seu concerto “Music for Hope” acompanhado unicamente pela sua voz e pelo organista do templo, Emanuele Vianelli, em frente a um dos maiores e mais imponentes órgãos do planeta.

A reportagem é publicada por Religión Digital, 12-04-2020. A tradução é de Wagner Fernandes de Azevedo.

O tenor italiano Andrea Bocelli interpretou neste domingo um breve concerto em ocasião da Páscoa com músicas escolhidas do repertório religioso na imponente catedral de Milão, vazia pela emergência do coronavírus, para dar esperança ao mundo neste momento.

A apresentação de trinta minutos e retransmitida ao vivo pelas redes sociais começou com as palavras de Bocelli em que explicava que crê na “força de rezar juntos” e na “Páscoa como símbolo de renascimento para os crentes, como não crentes, em um momento em que se sente necessidade”.

“A positiva e valente Itália será um modelo vencedor e modelo do renascimento que todos esperamos”, disse Bocelli enquanto passavam as imagens de uma Itália vazia devido ao coronavírus, mas que mostravam ainda mais toda sua beleza.

Já do interior da catedral, Bocelli começou sua live “Music for Hope” acompanhado unicamente pela sua voz e pelo organista do templo, Emanuele Vianelli, a frente de um dos maiores e mais imponentes órgãos do planeta.

Enquanto a câmara também mostrava os detalhes das maravilhosas vidraças da catedral, Bocelli começou interpretando o tradicional “Panis Angelicus” e seguiu com “Ave Maria”, de Bach, “Sancta Maria” da ópera "Cavallería Rusticana”, de Pietro Mascagni e o “Domine Deus”, de Rossini.

Fora da catedral em uma espectral praça, Bocelli interpretou “Amazing Grace”, de John Newton, acompanhado pelas imagens das principais cidades do mundo com Paris, Londres ou Nova Iorque, totalmente desertas.

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O tenor expressou com a sua voz “a força de rezar juntos”. Emocionante apresentação de Andrea Bocelli em uma fantasmagórica catedral de Milão - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV