Mundo precisará de 7,7 TW de energias renováveis até 2030 para combater mudanças climáticas

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • A horripilante foto eleitoral da ‘terrorista de direita’

    LER MAIS
  • Teóloga franciscana desafia a hipocrisia da nova encíclica papal Fratelli Tutti

    LER MAIS
  • Como o desumano entrou no humano. Artigo de Marco Revelli

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


12 Dezembro 2019

Um novo relatório da Agência Internacional de Energia Renovável (IRENA) alerta que é preciso acelerar a adoção mundial de energias limpas até 2030 para combater as mudanças climáticas.

A reportagem é de Ruy Fontes, publicada por EcoDebate, 11-12-2019.

O estudo, divulgado durante a Conferência do Clima da ONU (COP25) em Madri, faz apelo aos países para que aumentem as suas metas atuais de fontes de energias renováveis.

Segundo a IRENA, as Contribuições Nacionalmente Determinadas (CNDs) de cada país atualmente visam uma capacidade mundial de renováveis de 3,2 Terawatts (TW) até 2030.

Isso, no entanto, não será suficiente para reduzir substancialmente as emissões globais de CO2 e manter a temperatura média global a 1.5°C acima dos níveis pré-industriais.

A agência afirma que, no ritmo atual, em até 10 anos o mundo poderá esgotar seu “orçamento de carbono” para as emissões relacionadas ao setor de energia estipulado para o final do século.

O relatório afirma que seria preciso dobrar essa meta de fontes limpas e atingir uma capacidade de 7,7 TW delas na geração mundial até 2030.

Atualmente, a capacidade instalada de fontes renováveis na matriz elétrica mundial é de 2,3 Terawatts.

“Muito mais é possível. Há uma oportunidade decisiva para os países intensificarem a ação climática, aumentando suas metas em energias renováveis, que são a única solução imediata para atender à crescente demanda de energia, enquanto descarbonizam a economia e desenvolvem resiliência. ”, afirma o diretor da IRENA, Francesco La Camera.

O relatório alega ainda que esse aumento das renováveis pode ser alcançado de maneira econômica e com consideráveis benefícios socioeconômicos em todo o mundo.

Entre os benefícios estão a geração de milhões de empregos no setor de renováveis, que empregou 10,3 milhões de trabalhadores em 2018, segundo a agência.

“As renováveis são boas para o crescimento, boas para a criação de empregos e proporcionam benefícios significativos ao bem-estar. Com as energias renováveis, também podemos expandir o acesso à energia e ajudar a erradicar a pobreza energética em linha com a Agenda de Desenvolvimento Sustentável da ONU para 2030”.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Mundo precisará de 7,7 TW de energias renováveis até 2030 para combater mudanças climáticas - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV