Painéis solares em terras agrícolas poderiam atender demanda energética mundial

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • “Se vocês se sentirem como eminências, estarão fora do caminho”. As palavras do Papa Francisco aos novos cardeais quando também condenou a corrupção na Igreja

    LER MAIS
  • Como viver o Advento em tempos de quarentena

    LER MAIS
  • A vacina vai nos ajudar, mas não vai nos livrar das pandemias

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


15 Agosto 2019

Com condições climáticas favoráveis, apenas 1% dessas terras seria o suficiente para atender demanda mundial, segundo estudo. 

A reportagem é de Ruy Fontes, publicada por EcoDebate, 14-08-2019. 

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Estadual de Oregon, nos Estados Unidos, mostrou que painéis solares em apenas 1% das terras agrícolas do mundo poderiam atender toda a demanda elétrica mundial. Utilizando um painel solar de silício (o mesmo encontrado em kit de energia solar residencial) instalado em terras agrícolas da universidade, o time da Faculdade de Ciências Agrária coletou dados de geração a cada 15 minutos, durante todo o ano.

Esses dados foram sincronizados com as informações de microclima coletadas por um sensor instalado junto ao painel, que registrava dados como a temperatura média do ar, umidade relativa do ar, velocidade do vento, direção do vento, umidade do solo e energia solar recebida.

Os resultados mostraram que a eficiência do painel solar aumentou em temperaturas mais baixas e diminuiu na ocorrência de calor ou umidade, sendo beneficiada ainda pela ação dos ventos.

Com base nesses dados, os pesquisadores criaram um modelo de eficiência fotovoltaica baseado na temperatura do ar, velocidade do vento e umidade relativa.

Através do uso de imagens de satélites, os pesquisadores então aplicaram o modelo em 17 tipos de terrenos diferentes, incluindo terras agrícolas, florestas mistas, áreas urbanas e savanas.

O resultado mostrou que áreas agrícolas são os locais mais produtivos para a instalação de um painel solar, enquanto os ambientes com neve ou gelo se mostraram os menos produtivos.

Utilizar áreas de agricultura convencional em conjunto com a implantação de projetos fotovoltaicos é uma prática comum em vários países, e a qual foi batizada de “agrovoltaica”.

Para determinar o potencial de sistemasagrovoltaicos” como geradores elétricos globais, os pesquisadores se basearam na demanda projetada pelo Banco Mundial.

O estudo, publicado na revista Scientific Reports, abre discussão sobre a prática atual, e muito comum, de se construir grandes usinas solares em desertos ou regiões áridas.

A energia solar é a fonte de energia que mais cresce no mundo hoje, e pode se tornar a maior fonte de eletricidade do mundo até 2050, segundo a Agência Internacional de Energia.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Painéis solares em terras agrícolas poderiam atender demanda energética mundial - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV