Vinte anos da morte de Hélder Câmara, o “Francisco de Assis” do século XX

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


27 Agosto 2019

Já se encontrou um milagre que pode ser atribuído à intercessão do bispo brasileiro.

A causa da beatificação de dom Hélder Pessoa Câmara, bispo brasileiro de Olinda-Recife, que morreu há 20 anos, em 27 de agosto de 1999, desde o 16-12-2018 está no Vaticano, seguindo os tempos habituais e técnicos.

A reportagem é publicada por Il Sismografo, 26-08-2019. A tradução é de Wagner Fernandes de Azevedo.

A Congregação para as Causas dos Santos recebeu todos os documentos necessários, em particular os do processo diocesano. José Albérico, padre da diocese de Olinda-Recife, nomeado secretário-geral do organismo que deve se preparar para o 18º Congresso Eucarístico Nacional em 2020 (12-15 de novembro), disse há algum tempo: “Já sabemos que há um milagre que pode ser atribuído à intercessão de dom Hélder, porém agora nesse assunto é preciso ter confidencialidade”.

O professor de teologia da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), Degislando Nóbrega, falou sobre a importância desse processo e o que representa a beatificação de dom Hélder. “Será o reconhecimento da Igreja Católica a alguém que viveu encarnado às grandes virtudes cristãs da caridade e do amor. A santidade tem a ver com essa profunda intimidade com Deus, que se transborda em sua vida. Então, quem conheceu dom Hélder percebeu essas características mais de perto”, agregou o acadêmico. “Um homem que nunca atuou por ódio, mas sim através do diálogo. Um homem, um sacerdote que, como no período da ditadura militar brasileira, atuou em defesa dos mais necessitados e também em defesa da liberdade de expressão”.

A abertura do Congresso em 2020 será na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata. O segundo dia, em torno de seis mil crianças e adolescentes farão sua primeira comunhão. O terceiro dia se caracterizará pela celebração simultânea de uma missa por parte dos bispos do Brasil a todas as igrejas. O quarto dia estará marcado pelo fechamento do Congresso, no distrito Marco Zero, em Recife.

Paralelamente, o Centro de Convenções (Cecon) de Olinda organizará um programa de conferências, simpósios e seminários.

Hoje, no Brasil, muitas pessoas querem que dom Helder seja beatificado durante os dias do Congresso Eucarístico. Enquanto isso, durante meses a coleção digital do Instituto Dom Helder Câmara estava disponível online com seu grande patrimônio de 132 mil documentos digitalizados (www.acervocepe.com.br).

A Companhia Editorial de Pernambuco (Cepe) escaneou toda a coleção do Instituto, incluídas fotos, cartas e documento conciliares e pós-conciliares, programas de rádio, artigo e correspondência. A digitalização de tantos e tão importantes documentos por dom Helder não somente representou uma forma de guarda-los e preservá-los, mas também permitiu que a documentação para o processo de beatificação se transmitisse de maneira rápida, segura e imediata ao Vaticano.

De fato, muitos documentos requeridos para o processo de beatificação já estão no Vaticano, na Congregação para a Causa dos Santos.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Vinte anos da morte de Hélder Câmara, o “Francisco de Assis” do século XX - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV