40 dias pelo Rio: Navegando juntos a boa nova de Deus a caminho do Sínodo Amazônico - 16º dia

Foto: PxHere

11 Setembro 2019


 

 

Dia 16 de Navegação - 11 de Setembro
Petição permanente para o Sínodo Amazônico no início de cada dia:

“Que o Deus da vida e da beleza, o Espírito Santo que nos impulsiona para mais fraternidade, unidade e dignidade, o Cristo encarnado da Boa Nova, da inculturação e da interculturalidade nos proporcionem serenidade, discernimento e coragem para encontrar novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral neste Sínodo Amazônico. Tudo isso para o bem e a vida de seus povos e comunidades, e para caminhar mais juntos pelo Reino”.

Medite por alguns momentos neste pedido inicial, busque a calma interior para entrar neste momento para navegar pelas águas da Amazônia e a vida da Igreja a serviço de seus povos e comunidades, e para ouvir o chamado de Deus através de sua palavra viva. 

Leitura do dia (cada um e cada uma são convidados a aprofundar a leitura completa de acordo com suas próprias necessidades e critérios):

"Então, ele ergueu os olhos para os seus discípulos e disse: “Bem-aventurados vós que sois pobres, porque vosso é o Reino de Deus! Bem-aventurados vós que agora tendes fome, porque sereis fartos! Bem-aventurados vós que agora chorais, porque vos alegrareis! Bem-aventurados sereis quando os homens vos odiarem, vos expulsarem, vos ultrajarem, e quando repelirem o vosso nome como infame por causa do Filho do Homem! Alegrai-vos naquele dia e exultai, porque grande é o vosso galardão no céu. Era assim que os pais deles tratavam os profetas. Mas ai de vós, ricos, porque tendes a vossa consolação! Ai de vós, que estais fartos, porque vireis a ter fome! Ai de vós, que agora rides, porque gemereis e chorareis! Ai de vós, quando vos louvarem os homens, porque assim faziam os pais deles aos falsos profetas!" Lucas 6, 20-26.

Reflexão sob a perspectiva do Sínodo Amazônico: A Amazônia é o bioma onde a vida se expressa em sua mega diversidade como um presente de Deus para todos que a habitam e para toda a humanidade. No entanto, é um território cada vez mais devastado e ameaçado. Segundo a Doutrina Social da Igreja, a missão de todo cristão contém um compromisso profético com a justiça, a paz, a dignidade de todo ser humano, sem distinção e com a integridade da criação, em resposta a um modelo de sociedade dominante que produz exclusão, desigualdade e isso provoca o que o Papa Francisco chamou de "uma cultura do descarte" e uma "globalização da indiferença". Os membros da Igreja Católica na Amazônia querem ser testemunhos vivos de esperança e cooperação para continuar prestando um serviço evangelizador que se enraíza no solo fértil em que nossos povos amazônicos vivem e em suas culturas. Somos chamados a assumir com força a luta diária dos povos pela vida, pelo seu território e pelo seu futuro. É um compromisso ético que não pode ser adiado, e é uma opção para o Cristo que continua a ser crucificado quando assassinam, ultrajam e violam os pequenos e mais vulneráveis.

 

Contemplação

Contemplemos a imagem deste dia e tomemos um momento para reconhecer nossa própria vida e experiência na Igreja e ao serviço da Amazônia para pedir luz nesta palavra de Deus em preparação para o Sínodo. Escrever meus pedidos particulares e permanecer neles durante este dia. Convidamos você a manter um registro de tudo o que o Espírito nos provoca como preparação interior para o Sínodo AMAZÔNICO.

 

Citação para fechar a meditação

Papa Francisco. III Fórum Mundial dos Povos Indígenas. Roma 15 de fevereiro de 2017: O principal problema é como conciliar o direito ao desenvolvimento, incluindo também o direito de natureza social e cultural, com a proteção das características próprias dos povos indígenas e seus territórios ... Nesse sentido, o direito ao consentimento prévio e informado deve sempre prevalecer.

 

Leia mais

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV