Previdência & Desvinculação

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • Não posso me calar

    LER MAIS
  • Estudantes, trabalhadores e sonhadores. Quem eram os jovens que morreram após ação da PM em baile funk

    LER MAIS
  • O fim do indivíduo. Viagem de um filósofo à terra da inteligência artificial

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

19 Março 2019

Parece que Paulo Guedes errou mesmo feio em sua previsão de que seria ok aprovar a desvinculação do orçamento agora. Em entrevista ao Valor, o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), disse que a proposta pode até 'atrapalhar' a Reforma da Previdência, da qual ele será relator no Senado. "Porque você cria resistências. Muita gente que potencialmente votaria a favor da Previdência passará a ser contra. Você acha que a bancada da Saúde, por exemplo, é a favor de desvincular? A da Educação, na qual a questão da vinculação de um percentual do Orçamento é quase sagrada? Cria um núcleo de insatisfação por uma ação errada do próprio governo".

A informação é publicada por Outra Saúde, 19-03-2019.

E Rodrigo Maia disse ontem que "é inócua a desvinculação na saúde e educação porque ninguém vai mexer nisso, a pressão é muito grande, principalmente a nível federal" (mas sabe-se lá, né? Como contamos em outra news, o ministro da Saúde, Mandetta, disse ser favorável...). Já a Previdência, Maia considera 'viável' aprovar ainda este semestre... Mas, pela matéria da EBC, não pareceu muito seguro quanto ao apoio dos parlamentares. "Nós, que defendemos a urgência e a decisiva reforma da Previdência, precisamos mostrar a 250, 280 deputados que não foram eleitos com essa agenda, que, para que o Brasil volte a investir, a gente precisa da reforma da Previdência". Ele comentou que sempre diz a Paulo Guedes: "Ministro, infelizmente, não temos 320 liberais no parlamento brasileiro. É uma construção".

Por sua vez, Mourão falou sobre isso com em almoço na sede do governo paulista, com João Doria. Que reafirmou apoio incondicional e se desdobrou em elogios a Bolsonaro.

O plenário do Conselho Nacional de Saúde aprovou uma recomendação para que o Congresso interrompa a tramitação da reforma, entendendo que ela vai aumentar a desigualdade social e causar grave impacto na saúde da população. . Você acha que a bancada da Saúde, por exemplo, é a favor de desvincular? A da Educação, na qual a questão da vinculação de um percentual do Orçamento é quase sagrada? Cria um núcleo de insatisfação por uma ação errada do próprio governo".

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Previdência & Desvinculação - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV