Natal e a experiência do “Deus humano” nas páginas de IHU On-Line

Foto: João Vitor Santos/IHU

Por: João Vitor Santos e Wagner Fernandes de Azevedo | 20 Dezembro 2018

O Natal é tempo de renovação, de festa e confraternização, mas também é tempo de lembrar a tradição, em que o próprio Deus se fez humano e veio viver entre os humanos. Mas o que essa experiência do Cristo revela?

“Chegou à sua casa e sua família não o recebeu.

Mas a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus, aos que creem no seu nome;

os quais não nasceram do sangue, nem da vontade do homem, mas de Deus” (João 1: 11-13).

A figura de Jesus e sua narrativa inspiram a pensar numa revolução, uma transformação que subverte a regra em detrimento do humano, que faz descer um Deus que vive a experiência do mundo entre as pessoas. Essas reflexões em torno da figura do Jesus humano inspiraram muitas edições da IHU On-Line e, neste tempo da Boa Nova, recuperamos alguns desses números.

Em dezembro de 2007, a última edição do ano da revista, de número 248, foi intitulada Jesus e o abraço universal. A ideia foi justamente abordar a figura de Jesus Cristo sob diversos ângulos, refletindo a partir da questão: "Quem é Jesus? No contexto contemporâneo do pluralismo religioso, qual é a relevância de Jesus de Nazaré?". Nesse número, teólogos de diversas partes do mundo e filiados a distintas igrejas tentam responder a questão.

Acesse a versão completa da edição 248 em PDF.

O Natal pode ser considerado como uma celebração quase que universal, já que até mesmo muitos não cristãos se entregam às festividades de final de ano. Mas, afinal, o que é o Natal e como ele é visto pelas mais diferentes pessoas, dos mais diversos credos? Em dezembro de 2002, a equipe da revista IHU On-Line preparou uma edição especial em que saiu a campo para ouvir de acadêmicos, teólogos, religiosos e pessoas comuns, da comunidade, como enxergam o Natal e a figura do Cristo. Assim, o número 47, intitulado O Natal visto pelos “outros” , traz um mosaico de experiências e vivências acerca da “vinda do salvador”. O número ainda traz uma resenha do livro Um judeu marginal. Repensando o Jesus histórico (Rio de Janeiro, Imago, 2002), de John P. Meier.

Acesse a versão completa da edição 47 em PDF

Já em 2003, movido pelo espírito natalino, o Instituto Humanitas Unisinos - IHU propôs, através da edição 88 da revista IHU On-Line, uma reflexão acerca da fé cristã na contemporaneidade. Sob o título Ó Cristo, onde estás? Os caminhos da fé cristã na contemporaneidade, o número traz uma análise a partir da provocação de um número da revista Time daquele mesmo ano, em que questiona a morte de Deus. Gianni Vattimo, um dos mais importantes filósofos europeus, numa entrevista exclusiva, ajuda a pensar nesse Cristo da contemporaneidade. Além dele, a publicação traz entrevistas com Patrícia Birman e Ricardo Mariano.

Acesse a versão completa da edição 88 em PDF

E como pensar o “ser cristão” numa ultramodernidade? Essa foi a abordagem de fim de ano em 2004 da IHU On-Line número 128, intitulada O cristianismo e a ultramodernidade. Limites e possibilidades do seu futuro. Tendo como inspiração o livro Le Religieux après la religion [A religião após a religião, em tradução livre] , de Luc Ferry e Marcel Gauchet (Paris: Grasset, 2004) e o encontro de Jürgen Habermas e Joseph Ratzinger, em que o tema emerge, a IHU On-Line trouxe entrevistas com Marcel Gauchet, então redator-chefe da revista Débat, Jean-Paul Willaime, então diretor de estudos da seção de Ciências Religiosas na École Catedral de Paris, e os filósofos Gianni Vattimo e Reyes Mate, entre outros.

Acesse a versão completa da edição 128 em PDF.

A edição 169, de 19 de dezembro de 2005, intitulada Mudanças no campo religioso brasileiro, busca em Guimarães Rosa uma inspiração para pensar no campo religioso que estava em grande transformação no Brasil desse ano, mais especificamente no livro Grande Sertão: veredas (Rio de Janeiro: José Olympio, 1980), quando fala sobre a “carência principalmente de religião”, que seria capaz de “desendoidecer, desloucar”, pois seria até capaz de “curar a loucura” (p. 15). Segundo o IBGE, em pesquisa realizada nesse mesmo ano, entre os 35 mil entrevistados houve inúmeras respostas distintas quando questionados: “qual é a sua religião?”. Ou seja, muito além do cristianismo.

Acesse a versão completa da edição 169 em PDF

Por que ainda ser cristão? Foi essa questão que serviu ao título da edição número 209, de 18 de dezembro de 2006 da IHU On-Line. Ao final de 40 edições nesse ano, tratando dos mais diferentes e complexos temas que dizem respeito à integralidade da vida humana e da Terra, a revista propôs essa questão para várias pessoas. Assim, ao invés de entrevistas, publicamos depoimentos e testemunhos. Da sua maneira, cada entrevistado mostrou a importância da fé e do cristianismo, afinal, como diz o filósofo Álvaro Valls, docente nos cursos de graduação e pós-graduação em Filosofia da Unisinos: “o cristianismo, descontados os desvios que sempre ocorrem na história dos homens, é uma mensagem do convívio fraternal”.

Acesse a versão completa da edição 209 em PDF

Em 2010, o tema da revista de final de ano não foi propriamente a figura do Cristo. Entretanto, em julho desse mesmo ano o número 336 da IHU On-Line abordou a temática sob o título Jesus de Nazaré. Humanamente divino e divinamente humano, movidos pelo livro Jesus. Aproximação histórica (Petrópolis, RJ: Vozes, 2011), de José Antonio Pagola, que à época de seu lançamento trouxe grande polêmica na Europa, atribuindo ao autor uma certa dessacralização da figura do Cristo. A análise da obra foi feita através de entrevistas com Andrés Torres Queiruga, teólogo, professor da Universidade de Santiago de Compostela, na Espanha, Jacques Schlosser, exegeta, professor na Faculdade de Teologia de Strasbourg (Université Marc Bloch), Carlos Palacio, teólogo, superior provincial da Companhia de Jesus no Brasil, Francisco Orofino, teólogo, professor no Seminário Paulo VI, de Nova Iguaçu, Rio de Janeiro e Faustino Teixeira, professor e pesquisador do PPG em Ciências da Religião da Universidade Federal de Juiz de Fora.

Acesse a versão completa da edição 336 em PDF

Por fim, destacamos a primeira edição de Natal da IHU On-Line, em 2001, ano de fundação do Instituto Humanitas Unisinos - IHU. O número 5 da revista, que tinha justamente como título Primeiro Natal do IHU, trouxe uma série de informações sobre como foi esse ano na Unisinos e também projetando o ano de 2002.

Acesse a versão completa da edição 5 em PDF

Além das edições em que os debates se centram na figura de Jesus Cristo e também no papel da religião, a IHU On-Line tem, especialmente nos últimos anos, abordado, nas edições de fim de ano, temas relacionados à mística. Entres eles, as experiências místicas de Teresa de Ávila,Thomas Merton e René Girard.

 

Acesse ihuonline.unisinos.br/edicoes-anteriores e confira.

 

 

 

 

 

Leia mais

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV