A Igreja anglicana critica a Nigéria e Uganda por perseguir homossexuais

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • “O risco que eu estou correndo é cada vez maior, e a responsabilidade vocês sabem de quem é”, denuncia padre Júlio Lancellotti

    LER MAIS
  • A nova encíclica de Francisco nascida do diálogo com o Islã e do Covid. Artigo de Alberto Melloni

    LER MAIS
  • Padre Julio Lancellotti recebe novas ameaças após ataques virtuais de deputado

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: Jonas | 03 Fevereiro 2014

O líder da Igreja Anglicana, o arcebispo de Canterbury Justin Welby, dirigiu-se por carta aos governos da Nigéria e Uganda para expressar sua preocupação pelo aumento da repressão aos homossexuais nesses países.

A reportagem é publicada por Religión Digital, 30-01-2014. A tradução é do Cepat.

A carta, também assinada pelo arcebispo de York, também foi enviada para todos os responsáveis da Comunhão Anglicana, a afiliação mundial de Igrejas Anglicanas. A Nigéria aprovou, recentemente, uma legislação proibindo o casamento homossexual e as demonstrações públicas de afeto entre pessoas do mesmo sexo.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

A Igreja anglicana critica a Nigéria e Uganda por perseguir homossexuais - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV