O Covid matou mais estadunidenses do que todos que morreram em batalha durante a Segunda Guerra Mundial

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Uma visão do suicídio no Brasil em resposta à outra visão apresentada

    LER MAIS
  • "É hora de reaprender a arte de sonhar com os xamãs nativos"

    LER MAIS
  • Não tenho nenhuma esperança de que o Governo Bolsonaro ainda se empenhe em transmutar sua visão a respeito da Amazônia. Entrevista com Dom Erwin Krautler

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


16 Dezembro 2020

– Os EUA sofreram 291.557 mortes em batalha durante a Segunda Guerra Mundial, de acordo com o Department of Veterans Affairs.

– O número total de mortes confirmadas por COVID-19 ultrapassou esse triste marco. Até domingo, 13 de dezembro, 299.000 estadunidenses morreram devido à doença.

– Isso significa que mais estadunidenses morreram de COVID-19 do que a quantidade de soldados USA mortos na guerra mais sangrenta da história da humanidade.

A reportagem é de John Haltiwanger, publicada por Business Insider, 15-12-2020. A tradução é de Luisa Rabolini

Os Estados Unidos já registraram mais mortes por COVID-19 do que o número total de estadunidenses mortos em combate durante a Segunda Guerra Mundial, a guerra mais sangrenta da história.

De acordo com o Department of Veterans Affairs, os Estados Unidos houveram 291.557 mortes em batalha durante a Segunda Guerra Mundial. Na noite de quinta-feira, havia 291.754 mortes por COVID-19 nos EUA, de acordo com dados compilados pela Universidade Johns Hopkins.

A pandemia de coronavírus, no final de abril, já havia matado mais estadunidenses do que a Guerra do Vietnã.

E por volta de meados de maio, o número de mortos dos EUA por COVID-19 já havia excedido a soma do número de estadunidenses mortos em batalha em todos os grandes conflitos desde 1945 - quase 87.000. Agora, a quantidade de estadunidenses mortos por COVID-19 é quase metade do total de mortos na Guerra Civil - cerca de 620.000 - que foi a guerra mais sangrenta da história do país.

Os Estados Unidos têm regularmente tido o maior número de casos e vítimas de COVID-19 confirmados no mundo. De acordo com a Johns Hopkins, os casos no país ultrapassaram 15,5 milhões na quinta-feira.

A presidente da Câmara, Nancy Pelosi, na manhã de quinta-feira, constatou que o número de mortos nos EUA por COVID-19 logo ultrapassaria o número total de soldados dos EUA mortos em batalha durante a Segunda Guerra Mundial.

Pelosi disse que a guerra uniu a nação, mas que o presidente Donald Trump não é um presidente "unificador".

“Não temos um presidente dos Estados Unidos unificador. Na verdade, temos um presidente em fase de negação, que reduz e distorce e chama [a COVID-19] de farsa. É por isso que muitos outros milhares morreram”, disse Pelosi.

Trump foi amplamente criticado por sua reação à disseminação do COVID-19 nos Estados Unidos, e as pesquisas têm mostrado consistentemente que a maioria dos estadunidenses desaprova sua gestão da pandemia.

O presidente minimizou repetidamente a ameaça do COVID-19, que ele contraiu no início de outubro, e transgrediu as recomendações dos principais especialistas em saúde pública.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O Covid matou mais estadunidenses do que todos que morreram em batalha durante a Segunda Guerra Mundial - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV