Novos 142 GW de energia solar deverão ser instalados no mundo em 2020

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Como viver o Advento em tempos de quarentena

    LER MAIS
  • Uma nova economia é possível!

    LER MAIS
  • Caixa do Carrefour: “Eu ficava das onze da manhã às três da tarde sentada e evitava tomar água, pra não ter que ir ao banheiro, porque não tinha quem ficasse no meu lugar”

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


23 Janeiro 2020

Todo começo de ano sempre vem acompanhado de novas previsões para o mercado mundial de energia solar e uma das mais importantes foi revelada na semana passada.

A reportagem é publicada por EcoDebate, 22-01-2020.

A empresa de inteligência de negócios IHS Markit, em seu relatório “Previsão da demanda fotovoltaica global para 2020”, estima novos 142 Gigawatts (GW) de energia solar este ano.

O volume representa um crescimento de 14% em relação a capacidade instalada em 2019 e uma grande evolução frente ao começo da década passada, quando eram 20 GW instalados.

De acordo com as previsões da IHS, 43 países deverão atingir capacidades instaladas acima do 1 GW este ano. Em 2010 eram apenas 7.

Impulsionada pelos altos índices de radiação solar presentes no Brasil, as placas solares começaram sua expansão em 2012 e, hoje, registram capacidade instala de mais de 4,4 GW.

Os projetos se dividem entre os segmentos de geração distribuída e centralizada, atraindo a cada ano mais profissionais que buscam como ganhar dinheiro com energia solar.

Já a China, maior mercado fotovoltaico do mundo, deverá novamente liderar a expansão da energia solar em 2020, porém não superando o crescimento histórico de 50 GW de 2017.

O fim dos subsídios para a tecnologia, a concorrência com outras fontes de energia e a expectativa pelo novo plano quinquenal em 2021 trazem incertezas para o mercado e levam a IHS a prever apenas um crescimento “acima dos dois dígitos”.

Já nos EUA, a energia solar deverá crescer 20% este ano e consolidar a posição do país como o segundo maior mercado do mundo.

Entre os estados americanos de destaque estão Califórnia, Texas, Flórida, Carolina do Norte e Nova York.

Enquanto isso, na Europa, as instalações fotovoltaicas deverão crescer mais de 24 GW este ano, 5% a mais que em 2019.

Os maiores representantes dessa expansão serão Espanha, Alemanha, Holanda, França, Itália e Ucrânia, com 63% do total instalado na região, como mostra o estudo.

Depois de um ano que chamou de “raso”, a IHS estima um crescimento de 14 GW para a energia solar na Índia.

Embora expressivo, o volume levaria a capacidade total instalada do país a 46 GW, muito abaixo da meta de 100 GW traçada para o ano.

No geral, a participação coletiva dos 10 principais mercados solares deverá cair para 73% até o final deste ano, ante os 94% em 2010.

Por outro lado, a IHS afirma que novos mercados deverão surgir no Sudeste Asiático, América Latina e Oriente Médio nesta década.

“2020 marca a década do surgimento de energia solar não subsidiada, diversificação e expansão da demanda de instalação solar em todo o mundo, novos participantes corporativos e aumento da competitividade em relação às fontes de energia convencionais”, declarou o diretor de tecnologia limpa e renováveis ​​da IHS Markit, Edurne Zoco.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Novos 142 GW de energia solar deverão ser instalados no mundo em 2020 - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV