40 dias pelo Rio: Navegando juntos a boa nova de Deus a caminho do Sínodo Amazônico - 23º dia

Foto: UFPA

18 Setembro 2019


 

 

Dia 23 de Navegação - 18 de Setembro
Petição permanente para o Sínodo Amazônico no início de cada dia:

“Que o Deus da vida e da beleza, o Espírito Santo que nos impulsiona para mais fraternidade, unidade e dignidade, o Cristo encarnado da Boa Nova, da inculturação e da interculturalidade nos proporcionem serenidade, discernimento e coragem para encontrar novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral neste Sínodo Amazônico. Tudo isso para o bem e a vida de seus povos e comunidades, e para caminhar mais juntos pelo Reino”.

Medite por alguns momentos neste pedido inicial, busque a calma interior para entrar neste momento para navegar pelas águas da Amazônia e a vida da Igreja a serviço de seus povos e comunidades, e para ouvir o chamado de Deus através de sua palavra viva. 

Leitura do dia (cada um e cada uma são convidados a aprofundar a leitura completa de acordo com suas próprias necessidades e critérios):

"A quem compararei os homens desta geração? Com quem se assemelham? São semelhantes a meninos que, sentados na praça, falam uns com os outros, dizendo: Tocamos a flauta e não dançastes; entoamos lamentações e não chorastes. Pois veio João Batista, que nem comia pão nem bebia vinho, e dizeis: Ele está possuído do demônio. Veio o Filho do Homem, que come e bebe, e dizeis: Eis um comilão e beberrão, amigo dos publicanos e libertinos. Mas a sabedoria foi justificada por todos os seus filhos." Lucas 7, 31-35.

Reflexão sob a perspectiva do Sínodo Amazônico: Este Sínodo, à luz desta leitura, exige que não sejamos insensíveis. Reconhecer a presença de Deus na Amazônia significa celebrar com sua alegria, com sua beleza, com sua diversidade cultural, reconhecer a vida em cores, canções, dança, tradições, espiritualidades. É um convite para ver Deus presente na história, porque Ele criou tudo, e se Ele não amasse o que criou, não o teria feito. E, por outro lado, para não ser insensíveis à dor diária e tão devastadora, sentir em nossa própria pele a dor das melodias tristes da morte que dominam a Amazônia e seus povos de tantas maneiras. Jesus pede que sejamos sensíveis e respondamos à realidade. Nossa resposta produzirá reações, porque o próprio Jesus foi criticado e apontado como alguém que foi longe demais na vida das pessoas. Mas seu amor era tal que Ele não teve medo de entrar no cotidiano de seus irmãos e irmãs, e é isso que nos é pedido neste Sínodo Amazônico. Entre na realidade sem medo e, a partir dela, ofereça propostas corajosas, como o Papa pede, novos caminhos de comunhão que permitam a viabilidade do projeto do Reino e que a morte não continue ameaçando a Amazônia.

 

Contemplação

Contemplemos a imagem deste dia e tomemos um momento para reconhecer nossa própria vida e experiência na Igreja e ao serviço da Amazônia para pedir luz nesta palavra de Deus em preparação para o Sínodo. Escrever meus pedidos particulares e permanecer neles durante este dia. Convidamos você a manter um registro de tudo o que o Espírito nos provoca como preparação interior para o Sínodo AMAZÔNICO.

 

Citação para fechar a meditação

Missa sobre o mundo. Teilhard de Chardin: Senhor, faça com que sua presença sob as Espécies universais se torne realmente uma Presença real e não apenas seja amada e acariciada por mim como fruto da especulação filosófica. Queiramos ou não, por teu poder e por teu próprio direito, Vós encarnou-se no Mundo e nós vivemos aderidos a Vós (...) Em nossa oração no altar, pedimos, então, que na consagração o mistério se torne realidade para nós: "Para que seja para nós o Corpo e o Sangue ...".

 

Leia mais

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV