Chile. A hierarquia católica é cercada pela justiça chilena

Revista ihu on-line

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Mais Lidos

  • Para Chico Buarque, o golpe se aproxima. ‘‘Algum pretexto vai ser usado para fecharem de vez’’

    LER MAIS
  • “Tanto para mim quanto para a arquidiocese, o caminho não pode ser simplesmente voltar ao trabalho de sempre.” A resposta do cardeal Marx a Francisco

    LER MAIS
  • Poder psiquiátrico e poder judicial, o caso Gianni Vattimo

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


20 Julho 2018

Foram designados os procuradores especiais em cada distrito do país para investigar os abusos sexuais de menores por parte de sacerdotes.

A informação é publicada por Il Sismografo, 19-07-2018. A tradução é de Luisa Rabolini.

Nas últimas semanas, vários e importantes juízes chilenos estão coordenando suas atividades a fim de obrigar as autoridades eclesiásticas católicas do país a colaborar ativamente nas numerosas investigações em curso sobre os abusos sexuais de menores cometidos por membros do clero. Pela leitura da imprensa local se tem a impressão de uma estratégia muito articulada e decidida, que alguém no país já definiu como um "cerco". As frentes são diversas.

A primeira diz respeito a um pedido oficial que a justiça chilena estaria por encaminhar ao Vaticano; teria sido solicitada toda a informação existente sobre as acusações de abusos sexuais de menores por parte dos padres no Chile, que remontam a pelo menos o ano de 2000. A Justiça chilena acredita que a Congregação para a Doutrina da Fé, além de entregar os documentos citados, também deveria autorizar as dioceses chilenas a ajudar os procuradores, fornecendo-lhes os arquivos necessários. Nos últimos dias, em alguns jornais, foi sugerida a hipótese, ainda sem confirmação oficial, que a justiça chilena possa pedir ao Vaticano também uma cópia do volumoso "Relatório Scicluna", resultado da primeira visita do arcebispo de Malta e de Mons. Bertomeu, em fevereiro passado. O relatório, de 2.300 páginas, foi entregue ao Papa Francisco em várias partes, a última em maio, pouco antes do encontro do Papa com os 34 bispos chilenos.

Outra frente que foi aberta justamente nestas horas, diz respeito à decisão do Procurador-Geral do Chile, Jorge Abbott, que ordenou a todos os distritos judiciais do país a nomeação de um procurador especial que terá a tarefa de investigar as atuais e futuras denúncias de abusos sexuais de menores cometidos por membros do clero. Recentemente Abbott fez um pedido urgente para os distritos para que esse processo seja acelerado o máximo possível.

Deve-se recordar que vários procuradores chilenos como Mauricio Richards e Raul Guzman, liderados por Jorge Abbott, reuniram-se com Mons. Scicluna e Bertomeu algumas semanas atrás, em Santiago do Chile. Já então, o procurador Luis Torres havia sido encarregado de manter contato com o escritório que a missão do Vaticano e da Conferência dos Bispos chilenos havia estabelecido para receber denúncias, no final da segunda visita dos enviados de Vaticano.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Chile. A hierarquia católica é cercada pela justiça chilena - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV