Jovens católicos dos EUA aceitam a homossexualidade de forma esmagadora

Revista ihu on-line

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Mais Lidos

  • III Jornada Mundial dos Pobres: o papa almoçará com 1500 convidados

    LER MAIS
  • “O Papa não é liberal, é radical”, afirma cardeal Kasper

    LER MAIS
  • III Dia Mundial dos Pobres. A Centralidade dos Pobres na Igreja e na Sociedade

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

20 Outubro 2014

85% dos auto-identificados católicos com idades entre 18 e 29 anos disseram em uma pesquisa de 2014 do Pew Research Center que a homossexualidade deve ser aceita pela sociedade, em comparação com apenas 13% que disseram que ela deve ser desencorajada.

A reportagem é de Michael Lipka, publicada no sítio do Pew Research Center, 16-10-2014. A tradução é de Claudia Sbardelotto.

pesquisa-homossexualidade

A Igreja Católica Romana sinalizou uma postura mais tolerante com relação as pessoas homossexuais em um relatório liberado pelos bispos durante o sínodo do Vaticano sobre a família esta semana. Reafirmando a oposição da Igreja ao casamento do mesmo sexo, o relatório disse que "os homossexuais têm dons e qualidades para oferecer à comunidade cristã" e perguntou se a Igreja é capaz de "acolher essas pessoas".

O novo documento segue a linguagem mais inclusiva do Papa Francisco em relação ao homossexualismo e tem sido elogiada por grupos pelos direitos dos gays por seu "dramático novo tom". O relatório também move a Igreja em direção a uma posição sobre a homossexualidade já abraçada pela maioria dos norte-americanos católicos, sobretudo os adultos jovens.

85% dos auto-identificados católicos com idades entre 18 e 29 anos disseram em uma pesquisa do Pew Research Center que a homossexualidade deve ser aceita pela sociedade, em comparação com apenas 13% que disseram que ela deve ser desencorajada. Grupos etários mais velhos são menos propensos a favorecer a aceitação. Mas mesmo entre os católicos com mais de 65 anos, 57% dizem que a homossexualidade deve ser aceita.

Algumas dessas diferenças podem estar correlacionadas com a frequência de comparecimento à Igreja. Nossa pesquisa verificou que os católicos mais velhos participam da missa com mais freqüência do que os mais jovens, e que os católicos que frequentam a missa pelo menos semanalmente são mais propensos a dizer que o homossexualismo deve ser desencorajado do que aqueles que não o fazem. Mas mesmo entre os católicos que vão à Igreja, independente da idade - isto é, aqueles que vão à missa pelo menos semanalmente - mais do dobro daqueles que dizem que deve ser desencorajada (31%), dizem que a homossexualidade deve ser aceita (60%).

Da mesma forma, apesar da contínnua oposição da Igreja ao casamento de pessoas do mesmo sexo, a maioria dos católicos norte-americanos (57%) são favoráveis à permissão de gays e lésbicas de se casar oficialmente, de acordo com as pesquisas agregadas de 2014 do Pew Research Center. E mais uma vez, os católicos mais jovens são particularmente susceptíveis de expressar este ponto de vista. Três quartos dos católicos adultos com menos de 30 anos apoiam a legalização do casamento do mesmo sexo, em comparação com 53% dos católicos com mais de 30 anos de idade (incluindo apenas 38% das pessoas com 65 anos ou mais).

Quando pesquisamos os católicos norte-americanos no início deste ano, antes do aniversário de um ano da eleição de Francisco como papa, descobrimos que cerca de metade disse que a Igreja Católica deve reconhecer os casamentos de casais de gays e lésbicas (com os católicos jovens mais propensos a apoiar tal alterações). Mas, relativamente poucos católicos norte-americanos de todas as idades (36%) disseram que esperam que a Igreja reconheçam o casamento gay até 2050.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Jovens católicos dos EUA aceitam a homossexualidade de forma esmagadora - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV