Evento “A Economia de Francisco” será online, nos dias 19 a 21 de novembro. Veja os detalhes

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Basta de má informação nos chamados meios católicos de comunicação

    LER MAIS
  • “O conteúdo e o sentido do trabalho são exigências de justiça social”. Entrevista com Alain Supiot

    LER MAIS
  • Nasce a Assembleia Eclesial da América Latina e do Caribe, “um Encontro do Povo de Deus”, segundo o Papa Francisco

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


18 Novembro 2020

“A Economia de Francisco” começa na quinta-feira, 19 de novembro: um evento internacional que tem como protagonistas jovens economistas e empreendedores de todo o mundo, que será transmitido por streaming no portal francescoeconomy.org.

A reportagem é publicada por Sala de Imprensa da Basílica de São Francisco de Assis, 17-11-2020. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Está confirmada, no encerramento dos três dias, a participação “virtual” do Papa Francisco com uma videomensagem aos jovens participantes conectados via web com a Basílica de São Francisco de Assis. Para a ocasião, no dia 21 de novembro, às 23h (horário italiano), o monumento ao Cristo Redentor no Rio de Janeiro será iluminado com as cores-símbolo do evento A Economia de Francisco: verde, marrom e amarelo.

O evento começará às 14h (horário italiano) com “Listen to the Cry of the Poorest to Transform the Earth”, um vídeo do International Movement ATD Fourth World, a mensagem do prefeito do Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral, cardeal Peter Turkson, e as boas-vindas do comitê organizador. Quem abrirá as conferências será o economista Jeffrey Sachs, com o tema “Perfecting Joy: Three Proposals to Let Life Flourish”.

“Graças a São Francisco e ao Papa Francisco, nasceu o maior movimento de jovens economistas em nível internacional. É dessas notícias que a sociedade e a Igreja precisam hoje”, disse o diretor científico de “A Economia de Francisco”, Luigino Bruni.

O evento, em versão online, permitirá que todos os jovens inscritos (2.000 de 120 países) participem do encontro nas mesmas condições, compartilhem a experiência vivida, o trabalho, as propostas e as reflexões amadurecidas nos últimos meses. O programa do evento digital será inovador, participativo e global. Haverá quatro horas diárias de streaming ao vivo e uma maratona de 24 horas, no dia 20 de novembro, graças às conexões e às contribuições de jovens conectados em 20 países diferentes. Assis sediará a “direção” do evento e as conexões ao vivo em lugares franciscanos históricos: a Basílica de São Francisco de Assis, a Igreja de São Damião, o Santuário de Rivotorto, a Basílica de Santa Clara, o Santuário da Espoliação, o Palácio Monte Frumentário.

A iniciativa foi desenvolvida a partir do convite que o Santo Padre enviou no dia 1º de maio de 2019, por ocasião da festa de São José Operário, a economistas, estudantes, e empreendedores e empreendedoras menores de 35 anos.

O Papa Francisco pretende lançar, com os jovens e um grupo qualificado de especialistas, um processo de mudança global para que a economia de hoje e de amanhã seja mais justa, fraterna, inclusiva e sustentável, sem deixar ninguém para trás. O próximo encontro, presencial, também será realizado na cidade de São Francisco e está previsto para o outono europeu de 2021, quando as condições de saúde permitirem a participação de todos.

A organização está confiada a uma comissão organizadora composta por: Diocese de Assis, Instituto Seráfico, Prefeitura de Assis, Economia de Comunhão, e o apoio, em nome da Santa Sé, do Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral, que patrocina a iniciativa, e as Famílias Franciscanas.

Como participar

Para participar do evento, basta conectar-se ao site e clicar na página inteiramente dedicada ao streaming ao vivo. As 12 aldeias temáticas, transformadas em sessões de trabalho online que os jovens realizaram nos últimos meses, são:

- trabalho e cuidado;

- gestão e dom;

- finanças e humanidade;

- agricultura e justiça;

- energia e pobreza;

- lucro e vocação;

- políticas para a felicidade;

- CO2 da desigualdade;

- negócios e paz;

- a economia é mulher;

- empresas em transição;

- vida e estilos de vida.

Estão previstas conferências com palestrantes de renome internacional, incluindo o prêmio Nobel Muhammad Yunus e, entre outros, economistas e especialistas como Kate Raworth, Jeffrey Sachs, Vandana Shiva, Stefano Zamagni, Mauro Magatti, Juan Camilo Cardenas, Jennifer Nedelsky, Ir. Cécile Renouard, além de inúmeros empreendedores com experiência e competências consolidadas.

Todos os palestrantes estarão disponíveis para ouvir os jovens também em conversas pessoais, além de sessões interativas de grupos limitados de participantes.

Alguns encontros

No dia 19 de novembro, das 15h40 às 16h30 (horário italiano), “Perfecting Joy: Three Proposals to Let Life Flourish”, com Jeffrey Sachs, Ilaria Schnyder von Wartensee e Stefano Bartolini; “Peace Economics and Industrial Reconversion: a Recovery Plan for the World”, com Raul Caruso, Juan Camilo Cárdenas e Susy Snyder.

Das 16h30 às 17h20, “Experiences in Ecological and Social Transition Communities”, com a Ir. Cécile Renouard.

Dia 20 de novembro, das 14h10 às 15h (horário italiano), “Generativity, Relational Goods and Civil Economy”, com Mauro Magatti, Consuelo Corradi e Leonardo Becchetti.

Das 16h40 às 17h30, “An Economy of Abundance: How to Foster Bottom-Up Development?”, com Vandana Shiva e Pauline Effa.

No mesmo horário, “Work & Care: New Pillars of Work”, com Jennifer Nedelsky, Paolo Foglizzo e Francesco Baroni.

Dia 21 de novembro, das 15h às 15h50 (horário italiano), “We are All Developing Countries”, com Kate Raworth e John Perkins.

O programa completo está no site.

Alguns números

O evento “A Economia de Francisco” recebeu mais de 3.300 inscrições, com mais de 2.000 participantes de 120 países, principalmente da Itália, Brasil, EUA, Argentina, Espanha, Portugal, França, México, Alemanha e Reino Unido.

As nações conectadas para o evento são mais de 120.

27 conferências preparatórias online de maio a outubro foram transmitidas no Facebook e YouTube. Países conectados: mais de 40, incluindo Itália, Argentina, Brasil, Costa do Marfim, Coreia, Portugal, Camarões, Polônia, Colômbia, Nigéria, Espanha, Suíça, Índia, Chile, Bélgica, Irlanda, África do Sul, Botswana, Cuba, México, Filipinas, Uganda e Paquistão.

Visualizações: 45.569.

Usuários conectados: 23.334.

Horas de visualização: 7.713.

Os participantes de A Economia de Francisco de 19 a 21 de novembro:

Idade média/sexo/escolaridade: os protagonistas do evento digital são os 2.000 menores de 35 anos provenientes de todo o mundo.

56% homens e 44% mulheres.

São economistas, empreendedores, estudantes, changemakers e operadores do setor social movidos pelo objetivo comum de construir um mundo mais justo e sustentável

Conferências: os jovens economistas e empreendedores inscritos no evento estarão em diálogo com palestrantes internacionais. As conferências serão acessíveis a todos através do site oficial.

Os testemunhos: cinco, de jovens conectados do México, Líbano, Brasil, Uganda e Itália.

As nações conectadas: 120.

Streamings ao vivo: todo o evento será transmitido ao vivo. Serão quatro horas por dia e uma maratona de 24 horas no dia 20 de novembro, graças às conexões e contribuições de jovens conectados em 20 países diferentes.

Os lugares: o local principal será a Basílica de São Francisco de Assis, conectada com outros cinco lugares significativos para a vida do Santo: o Santuário de Rivotorto, a Igreja de São Damião, a Basílica de Santa Clara, o Santuário da Espoliação e o Palácio Monte Frumentário.

As praças conectadas: os participantes de diversos países criaram hubs, verdadeiras estruturas para acompanhar o evento juntos, onde as normativas da Covid-19 o permitem. Isso também permite que outros jovens e comunidades inteiras se envolvam para fazer uma experiência compartilhada e de aprofundamento, mesmo além das horas do programa online. Até hoje, foram credenciados hubs em mais de 25 países. Apenas na Itália são 13: veja aqui.

Dadas as normativas anti-Covid-19, não está prevista a presença da imprensa no evento. Portanto, será possível acompanhar a transmissão ao vivo dos encontros nos canais oficiais deA Economia de Francisco.

 

Confira algumas atividades relacionadas à "Economia de Francisco" promovidas pelo IHU

 

Economia de Francisco. A construção de uma economia que faz viver e não mata

 

Papa Francisco e a crítica ao dogma de fé neoliberal. Limites e possibilidades de uma outra economia

 

A ordem mundial para Francisco. A crise do multilateralismo e o apelo pela fraternidade universal

 

 

 

 

 

 

 

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Evento “A Economia de Francisco” será online, nos dias 19 a 21 de novembro. Veja os detalhes - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV