Teorias da conspiração sobre as origens da covid-19 superam a influência da ciência

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Basta de má informação nos chamados meios católicos de comunicação

    LER MAIS
  • “O conteúdo e o sentido do trabalho são exigências de justiça social”. Entrevista com Alain Supiot

    LER MAIS
  • Nasce a Assembleia Eclesial da América Latina e do Caribe, “um Encontro do Povo de Deus”, segundo o Papa Francisco

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


05 Novembro 2020

A exposição a teorias da conspiração, sugerindo que COVID-19 foi criado por humanos, pode ter um poderoso impacto nas crenças de uma pessoa, superando a influência de mensagens baseadas na ciência e reduzindo sua vontade de agir para reduzir a propagação da doença, de acordo com uma nova pesquisa na Georgia State University.

A reportagem é de Georgia State University e reproduzida por EcoDebate, 03-11-2020. A tradução e edição são de Henrique Cortez.

Uma única exposição à retórica da conspiração sobre a origem do COVID-19, sozinho ou em competição com a explicação científica natural ou “zoonótica”, resulta em um “efeito de conspiração” em que os indivíduos se tornam menos propensos a ver ações como usar máscaras faciais, lavagem frequente das mãos e distanciamento social conforme necessário para mitigar a propagação do vírus.

Os pesquisadores Toby Bolsen , Risa Palm e Justin Kingsland entrevistaram aleatoriamente 1.074 entrevistados durante um período de cinco dias, do final de abril ao início de maio. Esses assuntos foram expostos a um artigo formatado para imitar uma notícia sobre a origem do COVID-19, cada um variando em título e conteúdo. Trinta e três por cento identificados como republicanos, 40 por cento como democratas e 27 por cento como independentes.

Pessoas que leram apenas o artigo de base científica, quando questionadas posteriormente, tinham mais probabilidade de acreditar que o vírus se originou naturalmente de transmissão zoonótica (morcego). Eles também expressaram mais apoio para financiamento adicional de pesquisa biomédica para identificar coronavírus prejudiciais. Aqueles que leram o artigo sugerindo que o COVID-19 foi criado em um laboratório pelo governo chinês, assim como aqueles que leram as duas versões, estavam mais dispostos a penalizar a China. Suas intenções de praticar as medidas de saúde e segurança públicas necessárias também foram reduzidas.

“A retórica da conspiração pode ter um impacto profundo e sobrepujar as informações científicas”, disse Palm. “No ambiente atual da mídia, onde os indivíduos podem ser repetidamente expostos a mensagens de conspiração, nossas descobertas podem realmente subestimar os efeitos dessa exposição.”

“É importante levar em conta como a exposição repetida a teorias da conspiração pode influenciar crenças relacionadas em ambientes que imitam com mais precisão o ambiente de informação do mundo real”, disse Bolsen. “Isso seria uma oportunidade de avaliar a persistência dos efeitos das mensagens científicas e conspiratórias sobre o público.”

A epidemia de desinformação que acompanha a propagação do COVID-19 corroeu a confiança na ciência e enganou os indivíduos sobre as precauções mais eficazes que podem tomar para reprimir o vírus e garantir a segurança, concluem os autores.

“É urgente que, conforme buscamos controlar a propagação deste e de futuros vírus, encontremos maneiras de combater a retórica de conspiração enganosa e prejudicial”, disse Palm.

Referência:

Framing the Origins of COVID-19
Toby Bolsen, Risa Palm, Justin T. Kingsland
Science Communication – Volume: 42 issue: 5, page(s): 562-585
Article first published online: September 10, 2020; Issue published: October 1, 2020
Disponível aqui.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Teorias da conspiração sobre as origens da covid-19 superam a influência da ciência - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV