Amazônia e outros grandes ecossistemas podem entrar em colapso dentro de 50 anos

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • Rico ri à toa

    LER MAIS
  • Charles Chaput, arcebispo emérito da Filadélfia, chama o Papa Francisco de mentiroso

    LER MAIS
  • No caminho do Reino com Pe. Zezinho, scj - Resenha

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


13 Março 2020

Grandes ecossistemas, como a floresta amazônica, entrarão em colapso e desaparecerão de forma alarmante rapidamente, quando um ponto crucial for atingido, de acordo com cálculos baseados em dados do mundo real.

A reportagem é publicada por Bangor University e reproduzida por EcoDebate, 12-03-2020. A tradução e edição são de Henrique Cortez.

Escrevendo em Nature Comms, pesquisadores da Universidade de Bangor, da Universidade de Southampton e da Escola de Estudos Orientais e Africanos da Universidade de Londres, revelam a velocidade com que desaparecerão ecossistemas de tamanhos diferentes, uma vez que chegaram a um ponto além do qual eles colapsam – transformando-se em um ecossistema alternativo.

Por exemplo, quando o ‘ponto sem retorno’ for alcançado, a icônica floresta amazônica poderá mudar para um ecossistema do tipo savana com uma mistura de árvores e grama dentro de 50 anos, de acordo com o trabalho.

Alguns cientistas argumentam que muitos ecossistemas estão atualmente à beira desse precipício , com incêndios e destruição na Amazônia e na Austrália.

“Infelizmente, o que nosso artigo revela é que a humanidade precisa se preparar para mudanças muito antes do esperado", diz Simon Willcock, principal autor do estudo, da Escola de Ciências Naturais da Universidade de Bangor.

“Essas rápidas mudanças nos maiores e mais emblemáticos ecossistemas do mundo afetariam os benefícios que eles nos proporcionam, incluindo tudo, desde alimentos e materiais, até o oxigênio e a água que precisamos para a vida”.

O que pode ser feito para retardar esses colapsos?

Os ecossistemas compostos por várias espécies em interação, em vez daqueles dominados por uma única espécie, podem ser mais estáveis e levar mais tempo para mudar para estados alternativos do ecossistema. Eles oferecem oportunidades para mitigar ou gerenciar os piores efeitos, afirmam os autores.

Por exemplo, os elefantes são denominados espécies de ‘pedra fundamental’, pois têm um impacto desproporcionalmente grande na paisagem – empurrando árvores, mas também dispersando sementes por grandes distâncias. Os autores afirmam que a perda de espécies-chave, como essa, levaria a uma mudança rápida e dramática na paisagem durante a nossa vida.

“Esse é outro argumento forte para evitar a degradação dos ecossistemas do nosso planeta; precisamos fazer mais para conservar a biodiversidade ”, diz Gregory Cooper, Escola de Estudos Orientais e Africanos da Universidade de Londres.

John Dearing, de Geografia e Meio Ambiente da Universidade de Southampton, diz:

“Sabíamos intuitivamente que os grandes sistemas entrariam em colapso mais lentamente que os pequenos – devido ao tempo necessário para que os impactos se difundissem por grandes distâncias. Mas o que foi inesperado foi a constatação de que grandes sistemas colapsam muito mais rápido do que você poderia esperar – mesmo o maior da Terra levando apenas algumas décadas”.

 

Referência:

Cooper, G.S., Willcock, S. & Dearing, J.A. Regime shifts occur disproportionately faster in larger ecosystems. Nat Commun 11, 1175 (2020). Cooper, G.S., Willcock, S. & Dearing, J.A.

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Amazônia e outros grandes ecossistemas podem entrar em colapso dentro de 50 anos - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV