Francisco escolhe Ladaria como novo prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé e aposta em uma teologia mais aberta

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Francisco denuncia: “Ouvimos mais as empresas multinacionais do que os movimentos sociais. Falando claramente, ouvimos mais os poderosos do que os fracos e este não é o caminho”

    LER MAIS
  • “A atual loucura digital é um veneno para as crianças”. Entrevista com Michel Desmurget

    LER MAIS
  • Prefeito da Doutrina da Fé pede para que padre irlandês, defensor da ordenação de mulheres, faça os juramentos de fidelidade aos ensinamentos da Igreja

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


02 Julho 2017

A nomeação do jesuíta Luis Francisco Ladaria Ferrer para o cargo de prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé é uma das decisões mais importantes que o Papa Francisco tomou para o governo da Igreja.

A reportagem é de José María Castillo, publicada por Religión Digital, 01-07-2017. A tradução é de André Langer.

Está claro que o atual Bispo de Roma, com sua forma de ser e de agir, deu uma reviravolta na presença do Papado na Igreja, no mundo e na sociedade.

Mas também é verdade que, nos assuntos mais cruciais, de modo especial àquilo que se refere à atualização de uma teologia estagnada, que, por isso mesmo, não pode dar as respostas que os enormes problemas que a Igreja hoje precisa enfrentar necessitam, na agitada e cambiante sociedade em que vivemos, nisso está claro que o deposto cardeal Müller – e aqueles que se identificam com seu pensamento – foi (até agora) um freio para a atualização desta Igreja, cada vez mais envelhecida em suas ideias básicas e decisivas.

Pois bem, sendo assim, a mudança decisiva foi posta em marcha. O arcebispo Ladaria, por sua sólida formação teológica, sua experiência como vice-reitor da Pontifícia Universidade Gregoriana, como excelente professor e decano da Faculdade de Teologia Dogmática, pela qualidade de suas numerosas publicações nos temas mais discutidos e de maior profundidade na teologia pós-conciliar, em tudo isso e em seu equilíbrio como pessoa, como religioso e bispo, reúne, sem dúvida alguma, as condições para dar a necessária solução aos problemas mais importantes que o pensamento e o futuro da Igreja precisam enfrentar neste momento.

Foi dito, com toda razão, que “em assuntos de real importância, a coisa mais prática é ter uma boa teoria”. A Igreja precisa dar soluções a questões que não admitem mais espera. E o Papa sabe disso.

Por isso, nem mais nem menos, o Papa colocou, onde devia estar, o prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé de que necessitamos. Ladaria é um homem que conhece, é um homem equilibrado, é um crente que só quer o bem da Igreja. Temos, pois, o caminho aberto para um futuro de esperança. Aquele que soube estar do lado de Karl Rahner, Yves Congar, Edward Schillebeeckx, Hans Urs von Balthasar, Juan Alfaro e tantos outros que aceitaram o mais original e o melhor que o Concílio Vaticano II nos deixou, é um homem, um teólogo e um crente que, na sua fidelidade à Igreja, é um excelente gestor da resposta que precisamos.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Francisco escolhe Ladaria como novo prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé e aposta em uma teologia mais aberta - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV