Médico argentino: Perder peso aliviaria dor no joelho do Papa Francisco

Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Mais Lidos

  • O Papa Franciso, mais uma vez, surpreende. Artigo de Eduardo Hoornaert

    LER MAIS
  • Movimentos no pós-pandemia. Artigo de Raúl Zibechi

    LER MAIS
  • “Não podemos mais ignorar o debate sobre a redução da jornada de trabalho porque funciona para muitas empresas”. Entrevista com Pedro Gomes

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


25 Abril 2022


O jornalista e médico argentino Nelson Castro, que se tornou amigo do Papa Francisco, diz que a dor no joelho do pontífice romano melhoraria muito com a perda de peso, algo que Francisco lhe disse que está tentando fazer.

 

A reportagem é de Christopher White, publicada por National Catholic Reporter, 25-04-2022. 

 

"Seu excesso de peso é uma parte fundamental para melhorar a dor que ele está sofrendo no joelho", disse Castro em entrevista ao NCR.

Desde fevereiro, o papa, que há muito sofria de dor ciática, tem repetidamente tido dificuldade para andar, resultando em uma série de modificações em sua agenda pública. Francisco foi forçado a cancelar uma viagem de 27 de fevereiro à cidade italiana de Florença e seus planos de celebrar a missa de quarta-feira de cinzas para marcar o início da Quaresma.

Em 22 de abril, Francisco suspendeu seus compromissos públicos para se submeter a um exame médico necessário, após uma exigente programação da Semana Santa no Vaticano.

Castro, que visitou Francisco pela última vez no Vaticano em 14 de fevereiro, disse que o papa lhe disse na época que ele havia perdido pouco mais de 1,5 kg.

Em 2015, a agência de notícias italiana ANSA informou que os médicos aconselharam que ele reduzisse a ingestão de massas.

"Isso é um problema real para ele, porque ele gosta de comer", brincou, "e eu sei que o cozinheiro dele é muito bom."

Castro é o autor do livro de 2021 La Salud de Los Papas (A Saúde dos Papas, em tradução livre), que detalha a saúde dos pontífices do Papa Leão XIII ao Papa Francisco. O livro, que Francisco o encorajou a escrever, inclui uma entrevista de 2019 entre o papa e o médico.

Em uma entrevista de 22 de abril ao jornal argentino La Nación, Francisco disse que está sofrendo de um ligamento rompido no joelho direito, que ele observou estar sendo tratado com gelo e analgésicos.

"A recuperação do ligamento é lenta nesta idade", disse o papa, acrescentando que os médicos lhe garantiram que melhorará com o tempo.

Castro disse que, com base nas informações que o papa lhe disse na época, não há uma solução médica clara para o problema do joelho do papa. Ele disse que a cirurgia pode ser uma opção para tratar uma ruptura, mas não seria necessariamente eficaz para a inflamação.

Em julho, Francisco enfrentou o maior desafio de saúde para seu papado de quase uma década quando foi hospitalizado por 10 dias depois de passar por uma cirurgia intestinal durante a qual os médicos removeram metade de seu cólon.

Em sua estimativa, disse Castro, o papa estava "se recuperando muito bem dessa operação".

"No dia em que o vi, sua caminhada estava muito boa e ele não estava com dor naquele momento", refletiu.

Castro disse que em imagens do papa durante os eventos da Semana Santa no Vaticano, Francisco parecia satisfeito por estar entre a multidão de dezenas de milhares de peregrinos na Praça São Pedro.

O papa já tem uma agenda completa de viagens de verão, com prováveis ​​visitas à África, Oriente Médio e América do Norte.

"Não há dúvida de que, se a dor piorar e piorar, será uma dificuldade para ele viajar", disse Castro.

Enquanto os papas João Paulo II e Bento XVI dependiam, às vezes, de uma bengala e uma cadeira de rodas para ajudar na locomoção, Castro duvidava que Francisco estivesse ansioso para seguir esse caminho.

"Ele me disse que está seguindo todos os conselhos de seus médicos e até agora não recebeu esse tipo de conselho", acrescentou Castro.

A caminho de Roma após uma visita de dois dias a Malta no início deste mês, Francisco reconheceu aos repórteres que sua saúde é imprevisível, mas disse que continua otimista.

"Nesta idade, não sabemos como o jogo terminará", disse o papa. "Vamos torcer para que corra bem."

 

Leia mais

 

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Médico argentino: Perder peso aliviaria dor no joelho do Papa Francisco - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV