Papa suspende toda a sua agenda esta sexta-feira “por motivos de saúde”

Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Mais Lidos

  • Os Estados Unidos são uma ameaça à paz mundial e a seus cidadãos. Entrevista com Noam Chomsky

    LER MAIS
  • Misericórdia. O funeral negado a Welby: Zuppi remedia à vergonha da Igreja de Ruini

    LER MAIS
  • Terça-feira, 9 de agosto de 2022. 80º Aniversário do Martírio de Edith Stein

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


22 Abril 2022

 


No domingo, durante a bênção Urbi et Orbi que liderou na Praça San Pedro diante de mais de 100.000 fiéis, não conseguiu ler todo o seu discurso em pé e teve que sentar-se no meio da mensagem da Páscoa.


"Eu tenho esse problema no joelho que causa problemas para andar, é um pouco chato, mas está melhorando, pelo menos eu posso andar. Há duas semanas eu não podia fazer nada. É um pouco lento; vamos ver se volta a ser como era antes, mas fica a dúvida. Nessa idade você não sabe como o jogo vai acabar, vamos torcer para que corra bem", disse ele após retornar de Malta.


A reportagem é de Hernán Reyes Alcaide, publicada por Religión Digital, 22-04-2022.


O Papa Francisco suspendeu todas as audiências marcadas para esta sexta-feira,  incluindo o encontro com o chanceler argentino Santiago Cafiero, por "razões de saúde", segundo a Sala de Imprensa da Santa Sé. Bergoglio continua a sofrer de dores no joelho direito,  para as quais já passou por exames médicos para ver quais os passos a tomar para a sua recuperação.

Francisco, de 85 anos, sofre desde o início do ano com dores no joelho direito e já teve que cancelar várias atividades nas últimas semanas.

No domingo, durante a bênção Urbi et Orbi que liderou na Praça San Pedro diante de mais de 100.000 fiéis, não conseguiu ler todo o seu discurso em pé e teve que se sentar no meio da mensagem da Páscoa.


Não pôde celebrar a Vigília e prostrou-se na Sexta-feira Santa


No sábado, entretanto, a dor no joelho  impediu-o de celebrar a cerimônia da Vigília Pascal na Basílica de São Pedro , por isso limitou-se a ler a homilia, batizar um grupo de pessoas e seguir a missa sentado numa poltrona.


Um dia antes, Jorge Bergoglio não podia prostrar-se no chão da Basílica de São Pedro para a Paixão do Senhor, durante a Sexta-feira Santa, quando a Igreja recorda o Calvário e a morte de Cristo na Cruz.

Por causa da dor, o Papa também teve que se ausentar da procissão do último Domingo de Ramos, em 10 de abril.

Em 3 de abril, voltando de uma viagem de dois dias a Malta, o Papa disse em uma entrevista coletiva que  sua saúde “é um pouco caprichosa” .

"Eu tenho esse problema no joelho que causa problemas para andar, é um pouco chato, mas está melhorando, pelo menos eu posso andar. Há duas semanas eu não podia fazer nada. É um pouco lento; vamos ver se volta a ser como era antes, mas fica a dúvida. Nessa idade você não sabe como o jogo vai acabar, vamos torcer para que corra bem", afirmou então.


"Só acontece com os mais velhos"


Em 26 de janeiro, Francisco explicou pela primeira vez que tem um ligamento inflamado no joelho que o obriga a reduzir seus movimentos, embora tenha descrito a doença como "algo temporário".

"Disseram-me que isso só acontece com pessoas idosas, então não sei por que aconteceu comigo", brincou o pontífice durante a Audiência Geral no Vaticano.


A inflamação do joelho impediu o Papa de fazer a tradicional saudação aos fiéis presentes na Sala Paulo VI do Vaticano, limitando-se a apertar a mão dos religiosos presentes ao redor do palco.



Em meados de janeiro, Jorge Bergoglio já teve que ler um discurso sentado diante de um grupo católico devido ao desconforto nas pernas.
"Perdoe-me se fico sentado, mas sinto uma dor na perna. Hoje dói ficar de pé, assim é melhor para mim ", disse o pontífice ao receber um grupo da revista "Terra Santa" na Vaticano.


No ano passado, o Papa passou por uma cirurgia no cólon, em uma operação pela qual ficou internado por dez dias no hospital Gemelli, em Roma, no maior período que passou longe de sua residência em Santa Marta desde que foi eleito pontífice em março de 2013.

No final de 2020, o Papa suspendeu algumas atividades devido à "ciática dolorosa" que dificultava os movimentos e a caminhada.

 

Leia mais

 

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Papa suspende toda a sua agenda esta sexta-feira “por motivos de saúde” - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV