Em fevereiro, novos cardeais e Consistório para discutir as reformas

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • ‘Cultura do descarte e do ódio’ de governantes atuais lembra Hitler, confessa papa Francisco

    LER MAIS
  • O que suponho que Lula deveria dizer. Artigo de Tarso Genro

    LER MAIS
  • Bolívia. Breve reflexão a partir do golpe de Estado de 10 de novembro de 2019

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

Por: Jonas | 30 Outubro 2013

O Consistório para a nomeação de novos cardeais será realizada no próximo dia 22 de fevereiro, conforme revelou a agência católica francesa I-Media. Nessa ocasião, o papa Francisco chamará a todos os purpurados para discutir com eles, em Roma, as reformas.

A reportagem é de Andrea Tornielli, publicada no sítio Vatican Insider, 29-10-2013. A tradução é do Cepat.

 
Fonte: http://goo.gl/GIylao  

Como havíamos apontado há alguns dias, em fevereiro de 2014, os postos livres no colégio dos eleitores do Papa (em relação ao “limite” de 120 fixado por Paulo VI) serão 14, e em meados de março serão 16, pois outros dois cardeais completarão os oitenta anos (idade que os exclui da votação num eventual Conclave). Francisco, pois, terá a possibilidade para conferir a púrpura a novos cardeais eleitores.

Na Cúria Romana, há três prelados que ocupam postos cardinalícios sem sê-lo: o Prefeito da Doutrina da Fé, Gerhard Müller, o novo Prefeito da Congregação para o Clero, Beniamino Stella, e o novo Secretário de Estado, Pietro Parolin. Por outro lado, há diferentes sedes episcopais, tradicionalmente cardinalícias, cujos titulares também não possuem a púrpura (na Itália, Turim e Veneza, por exemplo). Contudo, não cabe qualquer previsão no momento.

Nos próximos meses, irá se completando (com as novas nomeações ou as confirmações) o organograma da Cúria que será submetido a uma reforma profunda nas estruturas e em sua organização. No momento, não se sabe quais serão os critérios que o papa Francisco irá adotar para escrever a lista dos novos cardeais.

Nos dias 19 e 20 de fevereiro, dois dias antes da “nomeação dos novos cardeais”, Francisco se encontrará com todos os purpurados, em Roma. Até esta data, o conselho dos oito cardeais encarregados de estudar a reforma da Cúria Romana terá se reunido em três ocasiões. Seguramente discutirão sobre este assunto em suas reuniões de dezembro e fevereiro. Contudo, poucos meses antes do Consistório haverá outro encontro importantíssimo, o Sínodo Extraordinário dos Bispos dedicado à família. Outro dos possíveis assuntos que poderá ser focado durante as reuniões.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Em fevereiro, novos cardeais e Consistório para discutir as reformas - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV