O Papa converte em “oficial e permanente” o grupo de oito cardeais

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Em busca de cliques, sites e blogs resolveram "matar" Dom Pedro Casaldáliga

    LER MAIS
  • Dentro de um inferno, algo do paraíso não se perdeu. Artigo de Leonardo Boff

    LER MAIS
  • “Pandemia causará um desencanto que chegará às ruas”, afirma Mike Davis

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: André | 03 Outubro 2013

O grupo de oito cardeais que assessora o Papa Francisco ficou institucionalizado como Conselho de Cardeais, cujas funções essenciais serão ajudar no governo da Igreja universal e estudar um projeto de reforma da Cúria. O Pontífice tomou esta decisão através de um quirógrafo, publicado nesta segunda-feira, segundo adiantou o chefe da Oficina de Imprensa do Vaticano, o padre Federico Lombardi.

A reportagem está publicada no sítio Religión Digital, 30-09-2013. A tradução é de André Langer.

O Conselho de Cardeais, que se reúne de 01 a 03 de outubro com o Santo Padre, fica deste modo oficializado após uma “madura reflexão” do Papa, como explicou Lombardi, e após as sugestões dadas pelas congregações gerais do conclave no qual o cardeal Jorge Mario Bergoglio foi eleito Pontífice.

Assim, este grupo foi institucionalizado como um ‘Conselho de Cardeais’ permanente e terá duas finalidades principais, segundo indica o documento: “ajudar no governo da Igreja universal e estudar um projeto de revisão da Constituição Apostólico ‘Pastor Bonus’ sobre a Cúria Romana”.

Além disso, embora atualmente sejam oito os cardeais que inicialmente assessorarão o Papa, este número poderá variar segundo as conveniências do Pontífice, segundo assinala o texto. Cada um deles poderá ser consultado de forma individual, além de colegiadamente.

Texto completo do quirógrafo do Papa

“Entre as sugestões das Congregações Gerais dos cardeais que precederam o Conclave, figurava a da conveniência de instituir um grupo restrito de membros do Episcopado, procedentes das diversas partes do mundo, que o Santo Padre pudesse consultar, de maneira individual ou de forma coletiva, sobre questões particulares. Uma vez eleito à Sé romana, tive a ocasião de refletir várias vezes sobre este argumento, pensando que tal iniciativa representaria uma notável ajuda para cumprir o ministério pastoral de Sucessor de Pedro que os irmãos cardeais me confiaram.

Por esta razão, no dia 13 de abril passado, anunciei a constituição do mencionado grupo, indicando, ao mesmo tempo, os nomes daqueles que haviam sido chamados para compor o grupo. Agora, após uma madura reflexão, creio oportuno que este grupo, mediante o presente Quirógrafo, seja instituído como um ‘Conselho de Cardeais’, com a tarefa de me ajudar no governo da Igreja universal e de estudar um projeto de revisão da Constituição Apostólica Pastor Bonus sobre a Cúria Romana.

O Conselho será formado pelas pessoas indicadas anteriormente, que poderão ser interpeladas, seja como Conselho, seja individualmente, sobre as questões que considere, de vez em quando, dignas de atenção. Este Conselho, que, em relação ao número de membros, me reservo configurá-lo da forma mais adequada, será uma expressão a mais da comunhão episcopal e do auxílio ao munus petrinum que o Episcopado espalhado pelo mundo pode oferecer.”

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O Papa converte em “oficial e permanente” o grupo de oito cardeais - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV