Na Irlanda, cardeal Ouellet conversa com vítimas de pedofilia

Revista ihu on-line

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Mais Lidos

  • ‘Cultura do descarte e do ódio’ de governantes atuais lembra Hitler, confessa papa Francisco

    LER MAIS
  • Bolívia. “O elemento central da derrubada de Evo Morales não é a direita, mas o levante popular”. Entrevista com Fabio Luís Barbosa dos Santos

    LER MAIS
  • Finanças do Vaticano, o jesuíta espanhol Juan Antonio Guerrero é o novo prefeito

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

Por: Jonas | 16 Junho 2012

Tanto ontem (12/06), como hoje (13/06), o cardeal canadense se encontrou com as vítimas de abusos cometidos por religiosos irlandeses. O cardeal Ouellet está na Irlanda como enviado do Papa para o quinquagésimo Congresso Eucarístico Internacional, que terminará no próximo domingo. O cardeal indicou que o encontro com as vítimas foi um pedido explícito de Bento XVI.

A reportagem é de Fabrizio Mastrofini, publicada no sítio Vatican Insider, 13-06-2012. A tradução é do Cepat.

Ele confirmou isso, durante a homilia da missa celebrada em Lough Derg, ao oeste de Dublín, na diocese de Clogher. “Bento XVI – explicou o purpurado canadense – pediu-me para que viesse, aqui, pedir perdão a Deus pela época em que alguns sacerdotes abusaram de crianças, não somente na Irlanda, mas em toda a Igreja”. O encontro com as vítimas, procedentes de diferentes dioceses, durou duas horas, segundo o que indicou a coletiva de imprensa do Congresso. Durante as conversas, cada uma delas contou sua própria história ao cardeal.

“No contexto do Congresso Eucarístico Internacional - enfatizou o cardeal Ouellet -, reafirmo o compromisso da Igreja para criar um ambiente seguro para as crianças, comprometendo-nos a dar vida para uma cultura de respeito, na integridade baseada no amor de Cristo, para que se difunda em toda a sociedade”.

O cardeal também garantiu que informará o Papa sobre o encontro, assim que regressar ao Vaticano, na próxima semana. Para essa inserção no sofrimento provocado pela pedofilia, o cardeal Ouellet esteve acompanhado pelo núncio apostólico, dom Charles Brown, e pelo bispo de Clogher, dom Liam MacDaid. Este último participou da vigília penitencial, durante toda a noite, que precedeu a missa desta manhã.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Na Irlanda, cardeal Ouellet conversa com vítimas de pedofilia - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV