COP26. Kerry reduz as expectativas sobre a cúpula de Glasgow: “Rumo a compromissos ainda insuficientes para alcançar…”

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Discernimentos depois da Primeira Assembleia Eclesial. Artigo de Paulo Suess

    LER MAIS
  • Formação e espiritualidade do Ministro Extraordinário da Eucaristia

    LER MAIS
  • Paris, o Papa aceita a renúncia de Aupetit

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


15 Outubro 2021

 

John Kerry freia. O enviado para o clima dos EUA, em entrevista à Associated Press, reduziu as expectativas internacionais sobre a cúpula do clima da ONU de Glasgow.

A reportagem é publicada por La Repubblica, 14-10-2021. A tradução é de Luisa Rabolini.

Kerry disse à AP que as negociações do próximo mês presumivelmente terminarão com as nações ainda distantes do objetivo dos cortes nas emissões de carvão e petróleo necessários para evitar níveis cada vez mais devastadores de aquecimento global, mesmo reconhecendo os esforços dos EUA. União Europeia, Japão e outros aliados em vista das negociações. Ele expressou a esperança de que um número suficiente de estados se junte à cúpula. "Quando Glasgow terminar, saberemos quem está fazendo a sua parte e quem não está."

Ele espera que o Congresso dos Estados Unidos aprove rapidamente uma lei para uma ação climática significativa: o governo Biden pretende retomar a liderança na questão climática.

Quando se trata de preencher a lacuna entre os cortes prometidos pelos países e aqueles necessários, Kerry diz: "Esperamos chegar muito perto desse objetivo. Em caso de diferença, teremos que usá-la como uma motivação adicional para acelerar o mais rápido possível".

As repetidas viagens de Kerry à China e os esforços diplomáticos de outros países até agora não obtiveram as promessas de cortes mais rápidos das emissões. O entusiasmo da China por usinas elétricas a carvão ajuda a torná-la, de longe, o maior poluidor climático do mundo. "Seria maravilhoso se todos viessem para Glasgow e se todos atingissem o limite de 1,5 graus de elevação da temperatura", disse ele. "Isso seria fantástico. Mas alguns países ainda não têm um mix energético que lhes permita fazer isso''.

 

Leia mais

 

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

COP26. Kerry reduz as expectativas sobre a cúpula de Glasgow: “Rumo a compromissos ainda insuficientes para alcançar…” - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV