“Um chamado à desobediência”. Padres austríacos respondem à proibição do Vaticano às bênçãos aos casais homossexuais

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Carta a um jovem padre. Artigo de Domenico Marrone

    LER MAIS
  • “Francisco quase desculpa a vida dupla, mas ainda não aceita padres casados”

    LER MAIS
  • A espiritualidade cristã no mundo secular

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


18 Março 2021

 

Um grupo de padres austríacos levantou a mais forte crítica à proibição do Vaticano às bênçãos aos casais homossexuais. A Iniciativa Pfarrer, uma organização pela reforma da Igreja, publicou uma declaração na terça-feira, um dia após a proibição ser anunciada.

Devido à força, o amplo significado e a coragem de exibir tal posicionamento, republicamos uma versão da declaração abaixo.

A nota é publicada por New Ways Ministry, 16-03-2021. A tradução da versão inglesa é de Wagner Fernandes de Azevedo.

 

Chamado à desobediência 2.0: Nós continuaremos a abençoar casais homossexuais

Nós, membros da Iniciativa de Padres Austríacos, estamos profundamente chocados pelo novo decreto romano que intenta proibir as bênçãos aos casais homossexuais. Esse é um relapso que nós esperamos que seja superado com o Papa Francisco. Solidariamente a muitos, nós não rejeitaremos qualquer relação amorosa que quiser a bênção de Deus, a qual eles experimentam todos os dias em um culto na igreja. A realidade já mostrou há muito tempo que casais do mesmo sexo conectados pelo amor podem muito bem celebrar a bênção de Deus na igreja. Uma teologia atualizada estabelece essa prática responsável.

Protestamos veementemente contra a suposição de que casais que amam alguém do mesmo sexo não fazem parte do plano divino de Deus. Aqui, é feita uma tentativa de minar a realidade da criação com preceitos dogmatizantes. Lamentamos profundamente que este decreto, que visa reviver o espírito dos tempos passados, alargue o fosso entre a burocracia romana e a Igreja local. Este decreto ofende muitos cristãos e obscurece e desacredita a mensagem libertadora de Jesus.

A Iniciativa de Padres Austríacos é um movimento de padres e diáconos católicos romanos de toda a Áustria, os quais seguem suas consciências e fazem campanha por novos caminhos na igreja. Seus objetivos são: congregações animadas, estruturas contemporâneas de igreja sinodal e, acima de tudo, uma igreja mundial com credibilidade e mente aberta, que se concentra no serviço sincero às pessoas.

Fundada em abril de 2006 por nove padres, a iniciativa conta agora com cerca de 350 membros na hierarquia da Igreja Católica Romana. Mais de 3 mil leigos apoiam o movimento de reforma fundado pelo padre Helmut Schüller (um líder reformador da igreja conhecido internacionalmente).

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

“Um chamado à desobediência”. Padres austríacos respondem à proibição do Vaticano às bênçãos aos casais homossexuais - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV