40 dias pelo Rio: Navegando juntos a boa nova de Deus a caminho do Sínodo Amazônico - 31º dia

Foto: http://www.fapeam.am.gov.br

26 Setembro 2019


 

 

Dia 31 de Navegação - 26 de Setembro
Petição permanente para o Sínodo Amazônico no início de cada dia:

“Que o Deus da vida e da beleza, o Espírito Santo que nos impulsiona para mais fraternidade, unidade e dignidade, o Cristo encarnado da Boa Nova, da inculturação e da interculturalidade nos proporcionem serenidade, discernimento e coragem para encontrar novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral neste Sínodo Amazônico. Tudo isso para o bem e a vida de seus povos e comunidades, e para caminhar mais juntos pelo Reino”.

Medite por alguns momentos neste pedido inicial, busque a calma interior para entrar neste momento para navegar pelas águas da Amazônia e a vida da Igreja a serviço de seus povos e comunidades, e para ouvir o chamado de Deus através de sua palavra viva. 

Leitura do dia (cada um e cada uma são convidados a aprofundar a leitura completa de acordo com suas próprias necessidades e critérios):

“O rei Herodes ouviu falar de tudo o que estava acontecendo, e ficou confuso, porque alguns diziam que João Batista tinha ressuscitado dos mortos. Outros diziam que Elias tinha aparecido; outros ainda, que um dos antigos profetas tinha ressuscitado. Então Herodes disse: “Eu mandei cortar a cabeça de João... Quem será esse homem, sobre quem ouço falar estas coisas?” E procurava ver Jesus”. Lucas 9, 7-9.

Reflexão sob a perspectiva do Sínodo Amazônico: Nestes dias, em que sentimos especialmente a vulnerabilidade da Amazônia, a fragilidade de nossa vida diante da crise climática e, ao mesmo tempo, experimentamos como nunca a força do testemunho de esperança dos povos e comunidades que existem, resistem e defendem a vida, vemos como muitos membros da Igreja, e ela como instituição a serviço da vida, mesmo sendo questionada, apontada ou acusada, caminha com esses povos e comunidades seguindo o mandato de Jesus de estar lá com aqueles que foram jogados n beira do caminho sem fazer qualquer distinção. Que os Herodes de nossa época, que continuam a matar os profetas, por ação ou omissão, reconheçam a presença de Deus no meio dos filhos e filhas a quem são chamados para cuidar e precautelar. Que essa situação de confronto e polarização termine, para que surja uma verdadeira possibilidade de fraternidade. A Igreja se sente chamada a andar com o povo e a ser uma Igreja profética até que possamos tecer uma sociedade mais fraterna, justa e humana para todas e todos os filhos de Deus.

 

Contemplação

Contemplemos a imagem deste dia e tomemos um momento para reconhecer nossa própria vida e experiência na Igreja e ao serviço da Amazônia para pedir luz nesta palavra de Deus em preparação para o Sínodo. Escrever meus pedidos particulares e permanecer neles durante este dia. Convidamos você a manter um registro de tudo o que o Espírito nos provoca como preparação interior para o Sínodo AMAZÔNICO.

 

Citação para fechar a meditação

Instrumentum Laboris, 145: Ser Igreja na Amazônia de maneira realista significa levantar profeticamente o problema do poder, porque nesta região o povo não tem possibilidade de fazer valer seus direitos face às grandes corporações econômicas e instituições políticas. Atualmente, questionar o poder na defesa do território e dos direitos humanos significa arriscar a vida, abrindo um caminho de cruz e martírio. .

 

Leia mais

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV