Portos italianos fechados para os imigrantes

Revista ihu on-line

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

Mais Lidos

  • A Igreja é contra a Reforma da Previdência

    LER MAIS
  • Governo autoriza 42 novos agrotóxicos e somando 239 registros no ano

    LER MAIS
  • A justiça social é mais importante para evitar doenças mentais do que medicamentos, afirma relator de saúde da ONU

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

12 Junho 2018

O novo Ministro do Interior, Matteo Salvini, “fecha os portos italianos” para a embarcação Aquarius. Esta encontra-se nas águas do Mediterrâneo com 629 imigrantes resgatados na noite anterior nas vizinhanças da costa Líbia.

O comentário é de padre Alfredo Gonçalves, cs, assessor das pastorais sociais. As informações são de Corriere della Sera, 10-06-2018.

A decisão foi tomada depois que nos dois dias anteriores, 9 e 10 de junho, cerca de mil imigrantes desembarcaram no sul da Itália, provenientes da Líbia, no outro lado do Mediterrâneo.

A respeito da decisão de Salvini, convém ater-se à intervenção de um representantes da ONU: “O salvamento de vidas no mar deve permanecer como uma prioridade absoluta de todo governo”.

Por sua vez, o fundador da Emergency, Gino Strada, atacou a política migratório do governo que acaba de tomar posse: “Estou desconcertado. Tenho 70 anos e não pensava mais ver ministros racistas ou esbirros à frente do meu país. Não têm consideração pelas vidas humanas”.

Na passagem de um governo para outro, ocorreu aquilo que se previa: evidente que a Líbia atenuou o controle sobre a saída de imigrantes, e assim recomeça o fluxo a partir do norte da África. Talvez um sinal daquele país na direção do novo governo italiano.

Resta saber o que será do Aquarius e seus passageiros, bem como de outras embarcações que, segundo informações, já se encontram a caminho da Itália.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Portos italianos fechados para os imigrantes - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV